Notícias | Dia a dia
Federer respeita ativistas e fala com patrocinador
11/01/2020 às 08h27

Suíço foi cobrado de um posicionamento a respeito de um de seus patrocinadores

Foto: Divulgação

Lausanne (Suíça) - Depois de ter seu nome citado em uma campanha promovida por jovens ativistas que lutam contra as mudanças climáticas, Roger Federer disse respeitar a atitude daqueles que se preocupam com o meio ambiente e prometeu que irá discutir a questão com seus patrocinadores.

Ativista cobra posicionamento de Roger Federer

Na última quinta-feira, a ativista Greta Thunberg compartilhou uma campanha promovida nas redes sociais com a hashtag #RogerWakeUpNow, que cobrava um posicionamento de Federer a respeito do apoio que recebe do banco Credit Suisse. A campanha pedia que o suíço encerasse seu vínculo com a instituição financeira, que tem investido muito dinheiro em empresas que promovem o uso de combustíveis fósseis.

"Levo os impactos e as ameaças da mudança climática muito a sério, principalmente porque eu e minha família chegamos à Austrália em meio à devastação causada pelos incêndios", disse Federer, por meio de comunicado oficial, citando também os incêndios que devastaram diversas regiões da Austrália nos últimos meses, causando a morte de pessoas e animais nativos.

"Como pai de quatro filhos pequenos e um fervoroso defensor da educação universal, tenho bastante respeito e admiração pelo movimento climático da juventude, e sou grato aos jovens ativistas do clima por nos fazerem examinar todos os nossos comportamentos para que possamos pensar em soluções inovadoras. Devemos isso a eles e a nós mesmos", acrescentou o jogador de 38 anos.

"Com a minha responsabilidade como indivíduo, atleta e empreendedor, estou comprometido em usar essa posição privilegiada para dialogar sobre questões importantes com meus patrocinadores", complementou o suíço, que já está em Melbourne, onde se prepara para o Australian Open, que começa em 20 de janeiro.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis