Notícias | Dia a dia
Wozniacki não descarta voltar ao tênis no futuro
09/01/2020 às 16h12

Wozniacki está com 29 anos e encerra sua carreira profissional no Australian Open

Foto: Divulgação

Auckland (Nova Zelândia) - Embora tenha definido que o Australian Open de 2020 será o último torneio de sua carreira profissional, Caroline Wozniacki não descarta poder voltar ao circuito no futuro. A jogadora de 29 anos se lembrou dos exemplos de outras estrelas do esporte que conseguiram voltar a jogar depois da aposentadoria. Recentemente, a ex-número 1 do mundo Kim Clijsters, que não disputa nenhum torneio desde 2012, anunciou que pretende voltar às quadras.

"Pensando nisso agora, eu certamente diria que é o fim, mas a vida tem alguns caminhos engraçados às vezes", disse Wozniacki, que está disputando seu penúltimo torneio no circuito profissional nesta semana em Auckland. Ela também está na chave de duplas, ao lado de Serena Williams.

"Acordar todas as manhãs e me encontrar com o meu pai na quadra de treino é algo que não vai mais acontecer", acrescentou a dinamarquesa. "Acho que se alguém perguntasse à Kim há sete anos, ela diria nunca mais voltaria, e aí está ela voltando a jogar. Acho que nunca posso dizer nunca, mas estou planejando que este seja meu penúltimo torneio".

Wozniacki também comentou seu desempenho na difícil vitória sobre a norte-americana Lauren Davis pelas oitavas de final em Auckland nesta quinta-feira. A dinamarquesa perdia o último set por 3/1, mas venceu cinco dos últimos seis games da partida para definir a vitória.

"Tive um pouco de sorte no final. O jogo poderia ter ido para qualquer lado. Ela é uma ótima jogadora e lutou muito hoje, mas eu também", disse após a vitória por 6/1, 4/6 e 6/4. "Essas partidas em que você e sua adversária estão jogando bem são as mais divertidas. Ela fez alguns pontos realmente ótimos no final do segundo set".

A ex-número 1 do mundo e atual 39ª do ranking enfrenta nas quartas de final a alemã Julia Goerges, 41ª colocada, às 23h30 (de Brasília) desta quinta-feira. Goerges, vencedora das duas últimas edições do torneio, lidera o histórico contra Wozniacki por 6 a 4. "Ela é uma boa jogadora, tem um grande saque e um ótimo forehand. Ela tentará ser agressiva e eu preciso jogar bem".

 

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva