Notícias | Dia a dia
Serena celebra virada: 'Saí de um enorme buraco'
09/01/2020 às 14h01

Dos 45 erros cometidos por Serena na partida, 22 foram ainda no primeiro set

Foto: Divulgação

Auckland (Nova Zelândia) - Depois de vencer seu segundo jogo pelo WTA de Auckland, Serena Williams destacou seu poder de reação. Afinal, a ex-número 1 do mundo chegou a perder o primeiro set para a compatriota Christina Mchale, 86ª do ranking, mas conseguiu avançar às quartas de final.

"Eu entrei em um buraco e fui capaz de sair dele, o que foi ótimo", disse Serena, após a vitória por 3/6, 6/2 e 6/3 em 2h de partida. "Eu apenas pensei que precisava descobrir uma maneira de vencer esta partida", avalia a norte-americana, que agora enfrenta a alemã Laura Siegemund. O jogo será por volta das 21h30 (de Brasília) desta quinta-feira.

Serena terminou o jogo com 26 winners e 45 erros não-forçados, mas 22 desses erros foram ainda no primeiro set, em que ela também sofreu três quebras de serviço. "Eu estava cometendo muitos erros, mas consegui parar de errar tanto e tentei ser um pouco mais agressiva. Estava enfrentando uma adversária que estava jogando inacreditavelmente, então eu precisava jogar melhor".

"Foi uma boa partida para mim, porque eu realmente preciso jogar partidas como essa para alcançar meus objetivos", avalia a veterana de 38 anos, que não disputava nenhum torneio desde o US Open em setembro. Até por isso, ela também está inscrita na chave de duplas e é semifinalista ao lado da dinamarquesa Caroline Wozniacki, uma de suas melhores amigas no circuito. 

A número 10 do mundo conta que encontrou uma forma inusitada para ficar motivada para o jogo. Ela se lembrou de quando disputou o evento em 2017 e caiu nas oitavas de final. "Eu estava nervosa porque queria vencer mais de uma partida aqui na Nova Zelândia. Às vezes são as coisas mais loucas que me motivam".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis