Notícias | Dia a dia
Nadal e Djoko propõem união entre Davis e ATP Cup
03/01/2020 às 15h22

Sérvio destacou o fato de as competições serem muito parecidas e próximas no calendário

Foto: Divulgação

Brisbane (Austrália) - Os dois primeiros colocados no ranking mundial concordam que é preciso encontrar uma maneira de unificar a Copa Davis e a ATP Cup. Rafael Nadal e Novak Djokovic falaram sobre o fato de as duas competições entre países estarem muito próximas no calendário e com fórmulas de disputa parecidas.

A centenária Copa Davis passou por uma profunda reformulação, depois que o fundo de investimentos Kosmos, do jogador de futebol Gerard Piqué, injetou US$ 3 bilhões junto à Federação Internacional de Tênis (ITF) para ter os direitos da competição por 25 anos. A transformação mais radical entrou em vigor no fim da última temporada, quando Madri recebeu a fase final da competição com 18 países em quadra. A Davis também passou a oferecer premiação em dinheiro.

Já a ATP Cup é novidade no calendário do circuito masculino. A edição inaugural do evento acontece em três cidades australianas, Brisbane, Sydney e Perth e reúne 24 seleções. A partir das quartas de final, os jogos serão disputados apenas em Sydney. Entre os atrativos da nova competição está a distribuição de pontos no ranking mundial, o que não acontece na Davis já há alguns anos. 

"Nós precisamos ter uma uma super Copa do Mundo, independente de como ela seja chamada. Sei que isso não vai acontecer no ano que vem, mas se os dois lados, a ATP e a ITF, conseguirem se entender rapidamente é possível que isso aconteça em 2022", disse Novak Djokovic, durante entrevista coletiva em Brisbane, onde a Sérvia enfrentará África do Sul, Chile e França pelo Grupo A.

"Eu espero que isso aconteça, porque é difícil convencer os jogadores top a disputarem as duas competições, a Copa Davis e a ATP Cup. E elas são separadas por apenas seis semanas. Isso não ajuda em termos de marketing e no valor de cada evento. Uma é no começo da temporada e a outra é na última semana do ano", acrescenta o vice-líder do ranking.

Rafael Nadal está em Perth e integra a equipe espanhola, que enfrentará Japão, Uruguai e Geórgia pelo Grupo B. Há pouco mais de um mês, os espanhóis foram campeões da Davis jogando em casa, com praticamente o mesmo time que agora está na Austrália.

"É confuso ter duas Copas do Mundo de tênis em um mês. Para mim, pessoalmente, não é a situação ideal para o nosso esporte. É assim que as coisas são hoje, mas acredito que nós podemos mudar isso no futuro", afirma o espanhol, que novamente terá Roberto Bautista Agut, Feliciano López e Pablo Carreño Busta como companheiros de equipe. Apenas o canhoto Albert Ramos entrou no lugar de Marcel Granollers.

Djokovic também comentou sobre o momento do tênis em que novas regras e formatos estão sendo testados. "Quando você cria um evento novo, pode ser um pouco complicado entregar o produto ideal. Você pode ter alguns problemas. Não é o ideal, mas acho que é bom para o tênis que exista uma inovação. A ATP está buscando coisas diferentes e testando regras novas como os sets até quatro games no Next Gen Finals. É bom que as coisas vão nessa direção, mas obviamente você tem que equilibrar isso com a tradição e a cultura de nosso esporte que deve ser mantida".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis