Notícias | Dia a dia
Número 1, Barty evita pressão por jogar em casa
02/01/2020 às 12h14

Barty disputará dois torneios preparatórios para o Australian Open

Foto: Divulgação

Brisbane (Austrália) - Depois de fazer a melhor temporada de sua carreira profissional e chegar à liderança do ranking mundial, Ashleigh Barty terá a missão de jogar em casa nas próximas semanas. A australiana começa o ano nos torneios de Brisbane e Adelaide, depois segue para o Australian Open, onde lutará por um título inédito.

Apesar do favoritismo que terá em Melbourne e da expectativa para encerrar um jejum de 44 anos sem conquistas de jogadoras da casa no Australian Open, Barty garante não se preocupar com a pressão por jogar em casa. A número 1 do mundo falou com os jornalistas depois de uma visita a um centro de recuperação de animais em Brisbane.

"Não há nenhuma pressão. Eu e minha equipe tivemos resultados incríveis, mas trabalhamos duro para conquistá-los e eles são uma recompensa para todos nós", disse Barty, nesta quinta-feira. "Recebo muito apoio da torcida e tenho sorte de receber tanto apoio em todo o país. Mal posso esperar para entrar em quadra e fazer o melhor que puder".

"Há muitas peças no meu quebra-cabeça que quero tentar acrescentar e, acima de tudo, quero me manter saudável este ano em particular, ser feliz, desfrutar do meu tênis e ver quais resultados surgem em nosso caminho", comenta a jogadora de 23 anos e atual campeã de Roland Garros.

Embora tenha uma agenda cheia nas próximas semanas, Barty garante que vai pensar em um torneio de cada vez. "Acho que o Premier de Brisbane é importante, que ainda não há expectativa de Adelaide ou para o Australian Open. Só penso em Brisbane e vou tentar dar o meu melhor nesta semana".

A chave de WTA Premier Brisbane será fortíssima em 2020. O torneio, que começa no dia 6 de janeiro, terá as três primeiras colocadas no ranking mundial e seis integrantes do top 10. Barty terá a companhia de Karolina Pliskova, Naomi Osaka, Elina Svitolina, Petra Kvitova e Kiki Bertens. Também estão confirmadas as ex-líderes do ranking Maria Sharapova e Angelique Kerber.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis