Notícias | Dia a dia
Murray relembra escolha entre o tênis e o futebol
31/12/2019 às 17h33

Londres (Inglaterra) - Responsável por quebrar uma série de barreiras para o tênis britânico, Andy Murray poderia estar hoje em outro esporte. Bicampeão Olímpico e de Wimbledon, ex-número 1 do mundo, dono de três títulos de Grand Slam e também da Copa Davis, Murray comentou sobre a escolha que teve que fazer na adolescência entre o tênis e o futebol.

Em entrevista à BBC, Murray também falou sobre a torcida para o Hibernian FC. A paixão pelo clube escocês tem motivo familiar. Isso porque seu avô materno, Roy Erskine, foi jogador profissional da equipe alviverde de Edimburgo.

"Eu cresci assistindo aos jogos do Hibs. Meu avô jogou lá, então a família inteira torce para o time", conta o britânico de 32 anos. "Eu tive que escolher entre o tênis e o futebol quando eu tinha 14 anos. Às vezes eu fico pensando no que teria acontecido se eu escolhesse o futebol. Seria interessante ver em que nível eu mas eu provavelmente seria bem mediano".

Murray também falou sobre quais colegas de circuito têm mais habilidades com a bola nos pés e destaca os jogadores espanhóis. "Conheço alguns caras do circuito de tênis que jogam futebol muito bem. O [Rafael] Nadal joga. E o Roberto Bautista Agut é provavelmente o melhor que eu já vi, porque ele também jogou no Valência quando era mais novo".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva