Notícias | Dia a dia
Soares começa ano em Doha, Melo joga em Adelaide
31/12/2019 às 16h56

Soares e Pavic disputam dois torneios antes do Australian Open

Foto: Arquivo

Belo Horizonte (MG) - Segundo melhor brasileiro no ranking de especialistas em duplas da ATP, Bruno Soares embarca nesta quarta-feira para seu primeiro compromisso da temporada de 2020. O mineiro de 37 anos e número 21 do mundo disputará o ATP 250 de Doha, que será disputado na próxima semana.

Soares, que irá atuar ao lado do croata Mate Pavic, já definiu seu cronograma de competições para o início do ano. Logo depois de atuar em Doha, eles jogarão em Auckland e no Australian Open. Na sequência, atuam no saibro do Rio de Janeiro e no piso duro de Acapulco.

"Estou louco para voltar pro circuito, depois de dois meses sem torneios. Fiz uma boa pré-temporada, com uma parte em Miami e outra em Belo Horizonte e agora é hora de voltar para as competições. Estou muito motivado," disse Bruno Soares, que conquistou ao lado de Pavic o Masters 1000 de Xangai, além de ter sido finalista do ATP de Estocolmo.

"O ano de 2019 foi meio complicado, com troca de parceiro no meio da temporada. Mas a gente terminou muito bem o ano e o primeiro grande objetivo para 2020 é ter consistência para voltar ao top 10 e depois começar a pensar em algo maior, como ganhar um Grand Slam e o Finals", acrescenta o mineiro, que em 2019 também foi campeão em Sydney com o britânico Jamie Murray e na grama de Stuttgart ao lado do australiano John Peers.

Demoliner também joga em Doha, Melo só em Adelaide
Outros dois duplistas brasileiros já têm compromissos definidos para o começo da temporada. Assim como Bruno Soares, o gaúcho Marcelo Demoliner (45º do ranking) também inicia o ano em Doha. Ele atua ao lado do holandês Matwe Middelkoop, parceiro na conquista do ATP 250 de Moscou.

Já o ex-número 1 e atual sétimo colocado Marcelo Melo só inicia a temporada pelo ATP 250 de Adelaide, torneio que começa no dia 12 de janeiro. O mineiro de 36 anos vai para a quarta temporada em parceria com o polonês Lukasz Kubot.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis