Notícias | Dia a dia
Stosur aconselha Barty a evitar pressão no AO
26/12/2019 às 20h50

Melbourne (Austrália) - Campeã do US Open de 2011, a australiana Samantha Stosur sabe bem como é chegar badalada a um Grand Slam dentro de casa e por isso tentou passar alguns conselhos para a compatriota Ashleigh Barty, que entrará no próximo Australian Open ostentando o posto de número 1 do mundo.

“Definitivamente não é fácil gerenciar as sensações. Imediatamente após vencer o US Open já pensava que na temporada seguinte toda a atenção estaria no que poderia fazer no Australian Open. Sempre tive problemas nas primeiras rodadas e nunca me dei bem com as condições do torneio”, afirmou a atual 99 do mundo em entrevista ao The Age.

“Às vezes era um problema com o calor extremo e outras com o vento em quadra. O fato de não ter feito isso muito bem nas edições anteriores me encheu de insegurança”, acrescentou Stosur, que vê Barty podendo sofrer com a pressão em casa, mas chegando também em condições diferentes das suas.

Embora acredite que a compatriota entre mais tranquila para o Australian Open, Stosur vê uma pressão a mais por causa das expectativas um pouco distorcidas. "Como ela é uma garota muito discreta, com os pés no chão e que sabe como se deixar aconselhar, isso tudo acaba ajudando. O mais importante é só pensar em si mesma”, falou a tenista de 35 anos.

“Ela precisa saber quando recusar participar de eventos promocionais, acordos de patrocinadores e todas as coisas que tomam muito do seu tempo e de sua energia. Deve tentar se isolar de todo o barulho ao seu redor e pensar apenas em seu tênis. Ela é muito jovem e tem capacidade para fazer história neste esporte”, finalizou Stosur.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis