Notícias | Dia a dia
Bellucci é o 45º maior top 100 da última década
27/12/2019 às 08h00

São Paulo (SP) - Embora não viva um grande momento no circuito, sequer aparecendo entre os 300 melhores do mundo na ATP, o paulista Thomaz Bellucci foi disparado o principal nome do tênis brasileiro em simples na última década. E não foi só em relação aos compatriotas que ele teve desempenho destacável, mas também em âmbito mundial.

Segundo levantamento publicado pelo site Bola Amarela, o canhoto de Tietê foi o 45º que mais tempo passou dentro do top 100 na última década, ocupando esta faixa de ranking durante 70% do tempo. Entre os sul-americanos, apenas quatro permaneceram por mais tempo entre os 100: os argentinos Leonardo Mayer, Juan Martin del Potro e Juan Monaco, além do uruguaio Pablo Cuevas.

Leia mais: Bellucci confia em retorno ao top 100 e aos ATP

Nenhum sul-americano figurou entre os 30 melhores, sendo Mayer o mais regular deles, ficando no top 100 por 82% do tempo nos últimos dez anos (32º). Depois dele aparecem Del Potro, o 39º com seus 76,2%, Cuevas em 43º com 72,4% e Monaco em 44º com 70,8%.

Apenas dez jogadores conseguiram passar toda a última década no top 100. Neste período foram 310 aqueles que alcançaram um lugar tão destacável por pelo menos uma semana. Entre eles estão mais cinco brasileiros: o paulista Rogerio Silva (180º), o campineiro Ricardo Mello (187º), o cearense Thiago Monteiro (202º), o paulista João ‘Feijão’ Souza (207º) e o gaúcho Marcos Daniel (246º).

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis