Notícias | Dia a dia
Federer parou de esquiar por causa do tênis
24/12/2019 às 11h33

Basileia (Suíça) - Um dos esportes mais populares em seu país, o esqui era uma atividade que o suíço Roger Federer gostava de praticar, mas que precisou deixar de lado por causa do circuito. Em entrevista ao Tages Anzeiger, o atual número 3 do mundo explicou o porquê de ter largado uma de suas paixões.

“Tinha quase 20 anos e fui esquiar com o Marc Rosset, em 2000. Esquiei que nem um louco e dei um salto de uns 10 metros. Ao aterrissar, por pouco que não cai gravemente com as costas no chão. Foi nesse momento que percebi que o meu compromisso com o tênis não era condizente com o esqui”, declarou o suíço.

Mesmo sem praticar, Federer passou o gosto de esquiar aos seus quatro filhos, que gostam de passar algumas semanas nos Alpes praticando. O suíço passou então a acompanhar o esqui de longe e tem algumas amizades na modalidade, a principal delas com a esquiadora norte-americana Lindsey Vonn.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis