Notícias | Dia a dia
Safin pede que Kyrgios seja guerreiro e não artista
23/12/2019 às 11h19

Sydney (Austrália) - Ex-número 1 do mundo, o russo Marat Safin é mais um que engrossa a lista de críticos a Nick Kyrgios. Em entrevista ao The Age, ele acredita que o australiano precise abraçar a pressão que o circuito impõe aos tenistas e pediu para que ele seja mais guerreiro e menos artista dentro de quadra antes que seja tarde demais.

“Não estou julgando e sei que é um assunto sensível e já ouviu isso umas três milhões de vezes, mas digo que se ele ficar sério pode ser um dos dez melhores jogadores do mundo”, afirmou o campeão do Australian Open de 2005. “Acho que ele tenta esconder suas dúvidas brincando. Ele precisa enfrentar a pressão e ser um guerreiro, não um artista”, acrescentou o russo.

Safin acredita no poder de luta de Kyrgios e o aconselha a não perder o foco nas situações adversas. “Ele é um grande guerreiro, só precisa enfrentar os momentos difíceis. Quando fizer isso, poderá ter uma ótima carreira. Sei do que estou falando, é difícil lidar com a pressão e muitas pessoas ao seu redor, mas isso é a vida”, declarou o ex-número 1 do mundo.

“A ideia é cometer menos erros à medida que você cresce. O tempo passa rápido e de repente você não tem mais 18 anos. Os anos voam, se você não acordar agora, de repente estará com 35 anos, vai olhar para trás e ver que já era”, finalizou o russo, que será capitão de seu país na estreante ATP Cup.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis