Notícias | Dia a dia
Derrota de virada não abala confiança de Djokovic
20/12/2019 às 18h10

Djokovic acredita que o nível exibido nesta sexta-feira foi melhor que o esperado

Foto: Divulgação

Abu-Dhabi (Emirados Árabes) - A derrota de virada no primeiro jogo da série de exibições de Abu-Dhabi não abala a confiança de Novak Djokovic para 2020. O sérvio, que perdeu nesta sexta-feira para o grego Stefanos Tsitsipas, acredita ter jogado em um nível mais alto que o esperado e segue firme na preparação para a próxima temporada.

"Minha pré-temporada não foi muito longa e eu voltei a jogar tênis faz pouco tempo, mas para o nível que eu pensei que estaria, foi positivo", disse Djokovic após a derrota por 3/6, 7/6 (7-4) e 6/4 para Tsitsipas nesta sexta-feira. O sérvio agora enfrentará o russo Karen Khachanov às 10h (de Brasília) deste sábado, pela disputa do terceiro lugar.

O atual número 2 do mundo também comentou uma declaração recente de Tsitsipas. O jovem grego de 21 anos e atual sexto colocado definiu como meta para a próxima temporada entrar no grupo dos três primeiros do ranking mundial. "Ele tem jogo para conseguir, tem uma cabeça muito boa, e é muito profissional e determinado. Acho que ele tem todos os elementos necessários para alcançar isso".

"É claro que é uma grande tarefa para alguém estar entre os três primeiros do mundo. Isso significa que você precisa jogar consistentemente bem ao longo de toda a temporada e não ter muitos problemas ou lesões, mas ele definitivamente amadureceu muito e os resultados estão provando isso", acrescenta o jogador de 32 anos sobre o grego, que terminou 2019 conquistando o ATP Finals, em Londres.

Já Tsitsipas destacou seu poder de reação na partida desta sexta-feira. "O início da partida não foi o meu melhor. Eu estava perdendo por 5/1 e fiquei um pouco bravo comigo mesmo. Mas tentei não mostrar isso e disse a mim mesmo que poderia fazer melhor e relaxei. Foi bom ter essa batalha. Nós dois jogamos tênis de alta qualidade.

Fico feliz por ter controlado minha cabeça hoje", explicou o jovem jogador, que enfrenta Rafael Nadal neste sábado, ao meio-dia (de Brasília). "A torcida foi muito divertida. Durante um ponto, eu fiquei pensando no quanto de energia eles estavam trazendo para a quadra. Eles fazem muita diferença e tornam o jogo mais emocionante".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis