Notícias | Dia a dia
Federer se abalou com cancelamento na Colômbia
17/12/2019 às 11h46

Basileia (Suíça) - A turnê latino-americana do suíço Roger Federer neste final de ano só não foi um completo sucesso por causa do cancelamento de seu jogo na Colômbia, por falta de segurança em Bogotá. O atual número 3 do mundo revelou ter ficado abalado no momento em que foi definido que não aconteceria a partida.

“Fomos nos aquecer e estávamos nos divertindo muito na quadra, mas tudo começou a ficar complicado. Como as pessoas precisavam chegar em casa e estar em segurança, sabia que não deveríamos jogar, era muito estresse e pressão para todos. E aí tive um pequeno choque e a ficha caiu”, contou o suíço.

“Não aconteceu como o imaginado e podia sentir como se tudo estivesse desmoronando no final. Quando voltei ao vestiário, fiquei emocionalmente abalado”, complementou Federer, que também teve sob risco sua partida no Chile devido aos protestos sociais no país.

Em Bogotá, as manifestações contrárias ao governo do presidente Ivan Duque, que aconteceram também em diversas cidades do país, criaram um clima perigoso e acabou forçando o cancelamento do jogo. Após três mortes já confirmadas durante os protestos, o poder público chegou a determinar um toque de recolher na capital e em outros centros urbanos.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis