Notícias | Dia a dia
Serena volta a defender igualdade nas premiações
15/12/2019 às 09h41

Nova York (EUA) - Uma das principais defensoras da igualdade de premiação no circuito, cobrando valores iguais a mulheres e homens, a norte-americana Serena Williams voltou a reforçar seu ponto em entrevista ao TWU. A ex-número 1 foi firme e não apenas falou da igualdade de gênero no tênis, mas também em um âmbito maior.

“Sinto que todos merecemos ganhar o mesmo. Merecemos receber a mesma quantia de dinheiro que os meninos. Não mereço menos pelo simples fato de ter seios. Mais uma vez estou aqui para me defender e dizer que precisamos continuar lutando pela igualdade de gênero no tênis e na vida em geral”, afirmou Serena.

Atual número 10 do mundo, a caçula das irmãs Williams também falou sobre sua longevidade no circuito e explicou que está longe de ser apenas uma questão de capacidade. “Trabalho tão duro agora quanto aos três anos de idade. Desde pequena, meu sonho era me tornar uma atleta de elite e, finalmente, com muito trabalho e esforço, posso dizer que o consegui”, disse a norte-americana.

“Tenho uma foto em uma quadra de tênis onde estou em um carrinho de bebê, então posso dizer que vivi minha vida inteira nesse esporte. É por isso que encorajo todas as pessoas a lutarem para tentar realizar seus sonhos”, complementou a caçula das irmãs Williams.

A tenista de 38 anos garantiu ainda ter muita motivação para seguir no circuito. “Toda vez que entro em uma quadra de tênis para uma partida, acho que tudo pode acontecer e preciso estar em 100% para desempenhar um bom papel e conquistar a vitória. Todas que me enfrentam dão o seu melhor para tentar obter uma vitória. Esse aspecto é o que me faz jogar tênis ainda”, falou Serena.

“Manter a paixão pelo que faço é a chave de tudo. Não sei quanto tempo ainda vou permanecer no circuito, mas ainda não penso em desistir. Acho que, quanto mais velha você ficar, mais apta será para continuar competindo”, finalizou a ex-número 1 do mundo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis