Notícias | Dia a dia
Murray espera jogar sem dores no Australian Open
13/12/2019 às 08h49

Londres (Inglaterra) - Um dos destaques da última temporada, conseguindo dar a volta por cima após uma segunda cirurgia no quadril, o britânico Andy Murray sabe que terá mais um teste físico pela frente no começo da próxima temporada, encarando no Australian Open partidas em melhor de cinco sets pela primeira vez.

“Desde a operação, não disputei partidas de cinco sets. Quando eu chegar ao Australian Open não serei cabeça de chave, pois estou no 120º lugar no ranking. Eu poderia enfrentar Roger Federer ou Novak Djokovic logo na primeira rodada e não espero vencer uma partida como essa em melhor dos cinco sets”, falou o escocês em entrevista ao TalkSport.

“Não tenho ideia do que esperar em termos de resultado, mas seria positivo jogar uma partida longa sem ter problemas com meu quadril”, complementou Murray, que iniciou seu retorno apenas nas duplas, chegou a jogar challengers em simples para pegar ritmo e conseguiu voltar aos títulos, triunfando no ATP 250 da Antuérpia.

O período de afastamento do circuito fez o ex-número 1 do mundo repensar um pouco sua vida. “Após minha segunda operação, pude ver que sem o tênis posso sentir-me livre de dor e ser feliz. Tinha uma boa qualidade de vida, mas surgiu uma nova preocupação: o que fazer comigo mesmo? Jogo tênis desde muito jovem, na verdade toda a minha vida adulta”, comentou o britânico.

“Ainda não sei exatamente o que farei, mas agora tenho outros interesses. Definitivamente quero ficar perto e ligado ao tênis, talvez não imediatamente, já que gostaria de fazer uma pausa e passar algum tempo longe, para estar em casa com minha família. Mas depois me vejo voltando, talvez como treinador”, complementou Murray.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva