Notícias | Dia a dia
'Orgulho em defender as cores alemãs', diz Zverev
06/12/2019 às 12h49

Zverev não jogou as finais da Copa Davis

Foto: Arquivo

Sydney (Austrália) - O alemão Alexander Zverev não conseguiu repetir em 2019 o mesmo sucesso obtido na temporada anterior, mas mesmo assim conseguiu se classificar para o ATP Finals e terminou o ano na sétima colocação no ranking, vencendo um título (Genebra) e ficando com dois vice-campeonatos (Xangai e Acapulco).

Ele abrirá a próxima temporada disputando a estreante ATP Cup. “Tenho orgulho em defender as cores alemãs, me dá arrepios toda vez que estou representando meu país. Espero desempenhar um bom papel e poder levar a Alemanha o mais longe possível nessa competição", afirmou o germânico de 22 anos.

Apesar de comemorar o fato de defender a Alemanha na ATP Cup, Zverev não fez o mesmo nas finais de Copa Davis, uma vez que é um dos grandes críticos da mudança de formato da mais tradicional competição entre nações do tênis mundial. Sua ausência no evento foi comentada pelo compatriota Boris Becker.

"Sascha é maior de idade e livre para tomar suas próprias decisões", esquivou-se Becker. "Há muito tempo ele optou por não jogar a final da Davis, mas jogou a primeira rodada contra a Hungria, em Frankfurt no começo deste ano, fez sua parte e ganhou as partidas", lembrou Becker, que foi capitão da Davis entre 1997 e 1999 e hoje atua como supervisor da Federação Alemã.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis