Notícias | Dia a dia
Federer lembra que Wimbledon e nº 1 eram sonhos
03/12/2019 às 12h58

Basileia (Suíça) - Maior campeão de Grand Slam entre os homens com suas 20 conquistas, o suíço Roger Federer também é o recordista de semanas na liderança do ranking, com 310 semanas como número 1 do mundo. Só que tudo isso não passava de um sonho quando o tenista de 38 anos dava suas primeiras raquetadas na Basileia.

“Lembro que quando era criança eu queria ser tenista e sonhava com o número 1 e um título de Wimbledon. Meus sonhos eram grandes, mas não sabia se realmente aconteceriam”, declarou o atual número três do mundo, que reforçou a importância dos pais em sua formação como pessoa e como jogador.

“Meus pais sempre me deram conselhos sobre como me comportar, ser grato e educado. Isso me ajudou, especialmente no tênis, em que eles sempre queriam que eu sempre me esforçasse ao máximo, além de praticar um jogo limpo e justo”, declarou Federer.

O suíço inclusive destacou a importância de escutar os mais velhos e deixou este conselho para os jovens: “Ouçam seus pais, tenho quatro filhos e às vezes gostaria que eles me escutassem mais. Portanto, a sugestão é ouvir os pais e treinadores. Para perseverar, tente sempre dar o seu melhor e nunca pare de lutar”, disse o dono de 103 títulos na ATP.

“Além de tudo isso, aconselho jogar com valores corretos e manter a integridade nos esportes”, completou Federer, que ainda falou sobre seu bom relacionamento com os fãs. “No final das contas tudo é entretenimento, as pessoas pagam para nos assistir, então você quer que eles sejam felizes. Por isso, se você não der 100%, não respeita o fã”, encerrou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis