Notícias | Dia a dia
Título de Davydenko no ATP Finals completa 10 anos
30/11/2019 às 10h59

Londres (Inglaterra) - A primeira edição do ATP Finals em Londres, 10 anos atrás, teve um campeão improvável. Apesar de contar com a presença do suíço Roger Federer, do espanhol Rafael Nadal, do sérvio Novak Djokovic e do britânico Andy Murray, o torneio não viu um deles sequer chegar na final.

O russo Nikolay Davydenko surpreendeu a todos e levantou na Arena O2 o maior título de sua carreira, batendo o argentino Juan Martin del Potro na decisão. A conquista do então número 7 do mundo foi a única de um tenista que não Federer ou Djokovic num período de 10 anos (entre 2006 e 2015).

Na fase de grupos, o russo perdeu para ‘Nole’ na primeira rodada, mas depois superou Nadal e bateu o sueco Robin Soderling. Classificado para as semifinais, Davydenko deixou o espanhol e o sérvio de fora, avançando ao lado de Soderling.

Davydenko quebrou uma sequência de 12 derrotas contra Federer, então líder do ranking, e finalmente venceu o suíço pela primeira vez, garantindo vaga na decisão contra Del Potro. O duelo aconteceu no dia 29 de novembro e terminou em 84 minutos com vitória em sets diretos do russo, que venceu 77% dos pontos de saque e não levou uma quebra sequer.

Esta foi a 19ª conquista da carreira do russo, que terminou com 21 títulos no total, fechando o que fora sua melhor temporada em número de taças. Assim como em 2006, Davydenko terminou 2009 com cinco títulos. Ele ainda jogou mais cinco anos e se aposentou em 2014, encerrando seu ciclo como profissional em Roland Garros.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva