Notícias | Dia a dia
Vandeweghe leva convite e jogará o Australian Open
20/11/2019 às 15h05

Vandeweghe foi semifinalista do Grand Slam australiano em 2017 e chegou a ocupar o top 10 do ranking

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Depois de ser finalista em Houston na última semana e recuperar quase cem posições no ranking mundial, a norte-americana CoCo Vandeweghe recebeu mais uma boa notícia nesta semana. A ex-número 10 do mundo recebeu convite e disputará a chave principal do Australian Open em 2020.

Atual 235ª colocada no ranking aos 27 anos, Vandeweghe foi semifinalista do Grand Slam australiano em 2017 e entrou no top 10 no fim daquela temporada. Nos últimos anos, a norte-americana sofreu lesões no pé, além de ter sido diagnosticada com a chamada síndrome da dor regional complexa, chegando a ficar dez meses sem jogar.

Vandeweghe voltou ao circuito em julho deste ano e até venceu um jogo no Premier de San Jose, mas disputando quase sempre torneios menores e com poucos resultados expressivos. A campanha até a final em um evento da série 125k da WTA na semana passada rendeu 95 pontos no ranking e um salto de 93 posições.

As federações de tênis da Austrália, França e Estados Unidos possuem um acordo de reciprocidade. Por isso, os três países sempre têm direito a um convite na chave masculina e outro na chave feminina dos Grand Slam. Na última sexta-feira, a Federação Francesa de Tênis indicou dois nomes da nova geração, Diane Parry, de 17 anos, e Hugo Gaston, 19. Além disso, a veterana de 33 anos Pauline Parmentier recebeu convite para o qualificatório.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis