Notícias | Dia a dia
Ex-top 10, Vandeweghe recupera quase cem posições
18/11/2019 às 15h12

Vandeweghe foi finalista de torneio em Houston na última semana

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Ex-integrante do grupo das dez melhores jogadoras do mundo, a norte-americana CoCo Vandeweghe recuperou bastante espaço no ranking nesta segunda-feira, depois de ter sido finalista do torneio da série 125k da WTA em Houston. Vandeweghe ganhou 95 pontos no ranking e saltou do 328º para o atual 235º lugar.

Semifinalista do Australian Open em 2017, Vandeweghe chegou a ocupar o décimo lugar do ranking em novembro daquele ano. A norte-americana de 27 anos sofreu lesões no pé, além de ter sido diagnosticada com a chamada síndrome da dor regional complexa. Ela ficou dez meses sem jogar antes de voltar às quadras em julho. A campanha na semana foi seu melhor resultado desde então.

Campeã em Houston, a belga Kirsten Flipkens também subiu bastante no ranking. A experiente jogadora de 33 anos e ex-número 13 do mundo ganhou 160 pontos no ranking e saltou da 94ª para 70ª colocação no ranking mundial.

Já a norte-americana Catherine 'CiCi' Bellis voltou a aparecer no ranking mundial. A jovem jogadora de 20 anos e ex-número 35 do ranking disputou na semana passada seu primeiro torneio desde março de 2018. Por ter vencido três jogos em Houston, antes de cair para Flipkens nas oitavas, ela fez 19 pontos e aparece agora no 852º lugar. Bellis deverá utilizar o recurso de ranking protegido para entrar nas chaves principais de grandes torneios no ano que vem.

A semana também foi boa para a italiana Jasmine Paolini, que debutou no top 100 do ranking mundial. A jovem atleta de 23 anos foi finalista de um ITF em Tóquio, na semana passada, sendo superada pela chinesa Shuai Zhang. Com o resultado, Paolini assumiu a 96ª colocação no ranking mundial.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis