Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Tsitsipas destaca sua calma e o apoio do público
17/11/2019 às 21h40

Tsitsipas conquistou apenas o quarto troféu de sua curta carreira e o terceiro da temporada

Foto: ATP

Londres (Inglaterra) - A notável reação que conseguiu na decisão do ATP Finals - foi a primeira virada de placar em 14 anos - teve dois fatores fundamentais, segundo o campeão Stefanos Tsitsipas: primeiro, o domínio dos nervos após perder o tiebreak do primeiro set e, depois, o apoio da torcida grega que gritou e o incentivou o tempo inteiro. Ele venceu no tiebreak do terceiro set após 2h35.

"Não sei descrever ou explicar como joguei tão bem no segundo set. Minha cabeça estava tranquila e não estava realmente pensando muito", afirmou ele, que abriu 4/0 no placar rapidamente e levou a decisão em frente. "Não lhe dei muitas opções". Mas ele também precisou dominar a frustração quando deixou o austríaco Dominic Thiem reagir no terceiro set. "Me senti um pouco frustrado por ter deixado os nervos me dominarem pela primeira vez em todo o torneio. Estava com uma quebra na frente e não consegui segurá-la. Então tudo acabou decidido no tiebreak e estou aliviado por essa performance incrível, pelo espírito de luta que mostrei em quadra".

Havia muitos gregos na arquibancada e Tsitsipas ouviu a torcida o tempo inteiro. "O apoio do público foi fenomenal, tinha um exército atrás de mim enquanto estava na quadra. Me deram muita energia, me fizeram acreditar que eu podia chegar lá, me motivaram. Quero agradecer a cada fã que veio aqui para me apoiar, com as bandeiras da Grécia. Era como se estivesse em casa".

Aos 21 anos e três meses, Tsitsipas saiu do título no Next Gen Finals do ano passado para a conquista principal, tornando-se o mais jovem campeão desde Lleyton Hewitt, em 2001. Também foi o primeiro tenista em 14 anos a ter virado o placar na decisão do Finals. Em 2005, quando a sede era Xangai, o argentino David Nalbandian estava dois sets atrás de Roger Federer.

Durante a entrevista oficial, lembraram ao grego que em 2016 ele esteve na arena O2 para ajudar os participantes nos treinamentos, incluindo Thiem. "Isso é incrível. Acabei de me lembrar. Foi a primeira vez que cruzei com Dominic. Eu era o número 1 juvenil do ranking e fui convidado para bater bola com os classificados do Finals. E acho que o primeiro com que treinei foi Dominic, não é notável? Eu o respeito muito por tudo que alcançou nesses anos todos".

Tsitsipas também mencionou isso na cerimônia de premiação, quando afirmou que "Dominic é uma inspiração, não apenas para mim mas para muitos tenistas pelo mundo. A batalha que travamos em quadra faz nosso esporte maior. Tênis é isso".

Comentários