Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Nadal vira sobre Medvedev e se recupera no Finals
13/11/2019 às 13h59

Londres (Inglaterra) - No duelo de derrotados na primeira rodada do Grupo Andre Agassi, o espanhol Rafael Nadal fez valer sua condição de número 1 do mundo e seu histórico positivo contra o russo Daniil Medvedev e se recuperou no ATP Finals com uma suada vitória de virada, conquistada após 2h46 de confronto, com placar final de 6/7 (3-7), 6/3 e 7/6 (7-4).

Além de abrir caminho para a classificação de Nadal para as semifinais do torneio, o resultado desta quarta-feira também o ajuda na disputa pela liderança. Ele entrou na competição com 640 pontos de vantagem para o sérvio Novak Djokovic, diferença que agora se mantém já que cada um deles soma uma vitória e uma derrota na Arena O2.

Em sua nona participação no evento, o espanhol ainda não sabe o que é conquistar o ATP Finals e segue em busca de um título inédito. Nadal tem dois vice-campeonatos, em 2010 e 2013, e três eliminações na fase de grupos, a última delas em 2017, quando fez apenas um jogo e abandonou o torneio.

O primeiro set foi equilibradíssimo e com uma única chance de quebra em toda a disputa, que veio no sétimo game para Medvedev, mas que foi evitada por Nadal. A definição foi então para o tiebreak, em que o russo conseguiu três mini-breaks a favor e apenas um contra para ficar com vitória na parcial.

Nadal não se abalou com o placar adverso e foi buscar a igualdade faturando o segundo set com duas quebras, uma no primeiro game e outra no último, levando assim a definição para a terceira parcial. Desta vez foi Medvedev que saiu quebrando. Uma das maiores qualidades de Nadal é a escolha da bola certa em momentos de pressão e correria, mas foi justamente essa falha que o impediu de recuperar a quebra logo em seguida.

Com o saque, também executou uma deixada imprópria e uma passada ruim e por fim voleio sem a menor segurança para levar a segunda quebra. Com 3/0 e cheio de confiança, Medvedev estava soberano em quadra, confirmou o serviço e abriu confortável vantagem de 4/0. O russo chegou a ter dois break-points para fazer 5/0, mas não os aproveitou e viu o jogo mudar na sequência.

Muito melhor em quadra do que no começo da parcial, o espanhol salvou um match-point no sétimo game, com o saque, e então devolveu os dois breaks que tinha de desvantagem para deixar tudo igual em 5/5. Sem novas quebras a decisão foi para o tiebrak, em que Medvedev viu se repetir a história do US Open e acabou sofrendo sua terceira derrota em três jogos contra Nadal.

Comentários