Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Thiem vence batalha com Djokovic e já está na semi
12/11/2019 às 20h06

Thiem confirmou o primeiro lugar do grupo e força um confronto direto entre Federer e Djokovic

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - O início da campanha de Dominic Thiem no ATP Finals não poderia ser melhor. Apenas dois dias depois de derrotar Roger Federer em sua partida de estreia, o austríaco também conseguiu vencer Novak Djokovic e garantiu uma inédita classificação para a fase semifinal do torneio entre os oito melhores da temporada. Thiem venceu uma batalha de 2h47 com parciais de 6/7 (5-7), 6/3 e 7/6 (7-5).

As duas vitórias no Finals já garantem não apenas a vaga na semifinal como também o primeiro lugar do Grupo Bjorn Borg em Londres. Aos 26 anos, Thiem disputa o ATP Finals pela quarta vez na carreira. O atual número 5 do mundo havia caído na fase de grupos nas três participações anteriores. Antes de atuar pela penúltima rodada, ele ainda enfrentará o já eliminado italiano Matteo Berrettini.

O resultado também fará com que o duelo entre Federer e Djokovic na próxima quinta-feira seja um confronto direto pela segunda posição do grupo. O sérvio lidera o histórico entre eles por 26 a 22, além de ter levado a melhor nos últimos quatro embates. O duelo mais recente foi a final de Wimbledon deste ano, vencida por Djokovic em uma batalha de quase cinco horas.

Veja como foi o incrível duelo entre Thiem e Djokovic

Thiem disparou 50 winners na partida contra 27 de Djokovic, e cometeu 44 erros não-forçados contra 21 do sérvio. O jogo teve sete quebras de serviço, 4 a 3 para Thiem. O austríaco aproveitou todos os break points que teve, enquanto o ex-líder do ranking criou nove oportunidades de quebra durante a partida.

Enquanto Djokovic confirmou seus dois primeiros games de saque com muita tranquilidade, Thiem ficava sob constante pressão. Mesmo com bom aproveitamento de primeiro serviço, o austríaco encarava pontos longos e acabou sofrendo uma quebra ainda no início, depois de uma dupla-falta e de um forehand para fora, possibilitando que o sérvio liderasse por 3/1.

A vantagem de Djokovic foi pulverizada em dois games. Com menos pressa para definir os golpes, Thiem conseguiu devolver a quebra. Na sequência, o austríaco escapou de três break points com ótimos saques e conseguiu igualar a disputa. Somente na reta final do set, Thiem conseguiu confirmar seu serviço com maior tranquilidade, mesclando mais o seu backhand com slices. O austríaco se arriscava até mesmo no saque e voleio.

O set de altíssimo nível terminou em tiebreak também muito equilibrado e vencido por Djokovic em seu primeiro set point. Nos últimos pontos, o austríaco exagerou na força em duas bolas cruciais, permitindo que o sérvio definisse a parcial no saque. Djokovic cometeu apenas dois erros não-forçados contra 17 do rival. Thiem, que corria mais riscos, liderava a contagem de winners por 18 a 13.

A perda do set inicial não abalou a confiança de Thiem, que conseguiu uma quebra de serviço logo no início do segundo set, aplicando duas passadas seguidas com o backhand. Na segunda metade do set, os dois jogadores já sinalizavam uma queda de intensidade, com o sérvio cometendo mais erros e o austríaco dependendo mais do segundo saque. Ainda assim, Thiem não enfrentaria break points até o fim do set. O austríaco tinha 15 a 10 em winners, mas fez apenas sete erros contra dez do ex-líder do ranking.

Logo na abertura do terceiro set, Thiem conseguiu uma quebra de serviço em um game com muitas devoluções profundas. Logo na sequência, o austríaco salvou três break points para abrir 2/0. O empate do sérvio só aconteceria no sexto game, apostando em sua reconhecida solidez do fundo de quadra.

Quando perdia por 5/4, Thiem conseguiu confirmar o serviço em um game duríssimo, em que o acerto ao desafiar uma marcação foi fundamental. Depois, o austríaco quebrou de zero o saque de Djokovic e ficou perto da vitória, mas teve o serviço quebrado na sequência. O tiebreak começou melhor para o sérvio, depois que Thiem fez uma dupla-falta e errou um voleio. Naquele momento, o ex-líder do ranking tinha 3-0 e saque. Mas Thiem não se abalou  e conseguiu reverter o quadro para conseguir uma das vitórias mais importantes da carreira. 

Comentários