Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Thiem celebra vitória e já projeta duelo com Djokovic
11/11/2019 às 09h15

Londres (Inglaterra) - O austríaco Dominic Thiem largou com o pé direito no ATP Finals, derrotando no último domingo o suíço Roger Federer com duplo 7/5. Ele não apenas comemorou o grande resultado conquistado na Arena O2, batendo o atual número 3 do mundo pela terceira vez na temporada, mas também já se mostrou concentrado na próxima partida, que será contra o sérvio Novak Djokovic.

“No momento ele é o melhor tenista do circuito, já mostrou do que é capaz no Masters de Paris, onde foi vitorioso com tranquilidade apesar de não ter jogado no seu melhor nível. Acho que vou assistir ao duelo que travamos em Roland Garros e analisar onde posso atacá-lo. Claro que o jogo não vai ser o mesmo, pois estamos jogando em condições distintas”, afirmou o austríaco.

Será a décima vez que Thiem cruzará com ‘Nole’ no circuito e o retrospecto mostra vantagem para o sérvio, que venceu seis e perdeu três. O austríaco levou a melhor no último embate, no Grand Slam francês, e só conseguiu superar o atual segundo colocado no ranking sobre o saibro, perdendo os três embates que tiveram até então no piso duro.

Com relação ao duelo com Federer, o austríaco afirma ter conseguido fazer um jogo sem erros. “Tive um bom desempenho em geral, fui agressivo e mantive a solidez do fundo da quadra. É importante começar este torneio com uma vitória, ainda mais diante de um tenista como Federer. Toda vez que jogo contra ele é uma honra e se conquisto vitória fica muito mais especial”, analisou.

“É verdade que as quadras estão rápidas, algo muito parecido com Paris-Bercy, onde acho que é ainda mais veloz. Sou um jogador que se sai muito bem com o revés e neste tipo de superfície, algo que não acontece na terra batida ou em quadras lentas, em que a bola quase não anda. Hoje me senti muito bem e espero continuar assim nas próximas partidas. Ainda tenho duas pedras duras no caminho”, acrescentou Thiem.

O austríaco destacou que o caminho é longo e que ainda tem muitos desafios pela frente. “Este torneio tem um sistema muito complicado, mas essa vitória foi fundamental para sonhar com a vaga nas semifinais. Se eu perder para Djokovic, tudo voltará a ficar em aberto e terei de fazer o meu melhor para vencer na quinta. Só me resta descansar bem, treinar duro e concentrar nos seguintes jogos; não adianta pensar no título”, finalizou.

Comentários