Notícias | Dia a dia
Fed Cup terá mudança drástica no formato em 2020
10/11/2019 às 08h32

Edição de 2019 foi a última com jogos dentro e fora de casa até a final. Formato estava em vigor desde 1995

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Perth (Austrália) - A edição de 2019 da Fed Cup, que terminou neste domingo com o título da França, foi a última da competição com jogos dentro e fora de casa até a final. O torneio é disputado desde 1963 e esse formato de Grupo Mundial estava em vigor desde 1995. Um novo regulamento passa a valer a partir de 2020 e fica parecido com o modelo já adotado na Copa Davis deste ano.

A Fed Cup terá um qualificatório mundial entre os dias 7 e 8 de fevereiro com 16 países, valendo oito vagas na fase final da competição. Já a segunda etapa será disputada no saibro de Budapeste, na Hungria, entre os dias 14 e 19 de abril. Além dos oito países classificados, estarão as finalistas de 2019 (França e Austrália) e mais a República Tcheca, convidada para entrar diretamente na fase final por conta do domínio recente na competição.

Durante a fase final da Fed Cup, os doze países participantes serão divididos em quatro grupos com três. Os líderes de cada uma das chaves irão se classificar para as semifinais. Todos os confrontos dessa fase serão disputados com duas partidas de simples e uma de duplas.

Com a mudança no formato da Fed Cup, não haverá mais a rodada final em novembro, que tradicionalmente fechava a temporada do circuito feminino. Dessa forma, o último torneio do ano para as mulheres será o WTA Finals, em Shenzhen.

Brasil enfrentará a Alemanha em fevereiro
O Brasil foi um dos países beneficiados pela mudança no formato da Fed Cup. Diferente do que costumava acontecer nos últimos anos, quando precisavam disputar o Zonal Americano I, as brasileiras entrarão diretamente no qualificatório mundial. A equipe nacional jogará em casa contra a Alemanha em fevereiro. o local das partidas ainda não foi anunciado pela Confederação Brasileira de Tênis.

Entre os demais confrontos do qualificatório mundial da Fed Cup, destaque para o duelo entre a Espanha de Garbiñe Muguruza e o Japão de Naomi Osaka. Outros bons jogos envolvem Holanda contra Belarus, e Rússia diante da Romênia. O forte time dos Estados Unidos, país com 18 títulos da Fed Cup, enfrentará a Letônia.

Confira a relação de confrontos para o qualificatório mundial da Fed Cup.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis