Notícias | Dia a dia
Mladenovic surpreende e França faz 2 a 1 na final
10/11/2019 às 02h51

Mladenovic acabou com a invencibilidade de Barty na Fed Cup

Foto: Divulgação

Perth (Austrália) - Apesar de contar com o apoio de 13 mil torcedores, que lotaram as arquibancadas em Perth, Ashleigh Barty foi derrotada pela primeira vez na Fed Cup em 2019. Número 1 do mundo, a australiana foi superada pela francesa Kristina Mladenovic, ex-top 10 e atual 40ª do ranking, por 2/6, 6/4 e 7/6 (7-1) em 2h32 de partida. O resultado deixa a Austrália mais distante de encerrar um jejum de 45 anos pela competição.

A França agora tem 2 a 1 no confronto que decide o título do torneio entre nações. As francesas foram campeãs em 1997 e 2003 e também haviam chegado à final em 2016, quando perderam em casa para o forte time da República Tcheca. Já a Austrália terá que vencer os dois próximos jogos da madrugada deste domingo para conquistar sua oitava Fed Cup. O país não levanta o troféu desde 1974. Desde então, as australianas perderam oito finais, a última ainda em 1993.

Decisiva nos confrontos contra Estados Unidos e Belarus nas fases iniciais da Fed Cup, Barty havia vencido todos os sete jogos anteriores de simples e duplas que fez pela competição nesta temporada. Em simples, a jogadora de 23 anos tem 11 vitórias e apenas duas derrotas em sua carreira na Fed. Já Mladenovic, de 26 anos, agora acumula 11 vitórias e oito derrotas em partidas de simples pela competição.

A capitã australiana Alicia Molik irá manter Ajla Tomljanovic, que perdeu para Mladenovic no último sábado, para o quarto jogo da série. A veterana Samantha Stosur fica como opção para atuar ao lado de Barty em eventual quinto jogo nas duplas. O grupo ainda conta com Priscilla Hon e Astra Sharma. Já a França, do capitão Julien Benneteau, fará uma troca. A ex-top 5 Caroline Garcia, que perdeu por duplo 6/0 para Barty, dará lugar à experiente Pauline Parmentier. O time ainda tem Alizé Cornet e a jovem Fiona Ferro.

Barty teve ótimo início, mas Mladenovic suportou bem a pressão
O domínio de Barty na partida começou muito cedo, com uma quebra de serviço logo de cara e liderança por 3/0. Firme em seus games de saque e consistente do fundo de quadra, a australiana não enfrentou break points no primeiro set e cometeu apenas sete erros durante a parcial.

Com toda sua variedade de recursos, como slices, drop shots, subidas à rede, e variações de altura e peso de bola, Barty encontrava respostas para minar o jogo agressivo de Mladenovic. A australiana conseguiu uma nova quebra de serviço no fim do primeiro set e começou a parcial seguinte escapando de um 0-40.

Com o tempo, a australiana foi retomando o ritmo dos games de saque da parcial anterior. Mas Mladenovic também já conseguia sacar melhor e vinha suportando bem a pressão de estar sempre atrás no placar e com a torcida contra. Depois de salvar um break point no oitavo game, a francesa conseguiu a única quebra da parcial e forçou o terceiro set.

O último set começou melhor para Mladenovic, que foi a primeira quebrar para abrir 3/1 e ainda teve chances de ampliar a vantagem, o que seria desastroso para a australiana. Barty buscou o empate por 3/3 depois de sustentar uma interessante troca de slices.

A francesa seguia muito eficiente nas devoluções de saque, colocando Barty sob constante pressão, e conseguiu uma nova quebra para fazer 5/4 e sacar para o jogo. Com muito apoio da torcida, Barty buscou o empate e ainda salvou break points mais tarde antes de forçar o tiebreak. Mas Mladenovic foi superior no game decisivo e marcou uma importante vitória para a equipe francesa. Ela derrotou Barty pela segunda vez no ano, repetindo o que já havia feito no saibro de Roma.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis