Notícias | Dia a dia
Sinner conquista Milão e faz a festa em casa
09/11/2019 às 18h24

Sinner surpreendeu o australiano De Minaur na final do torneio

Foto: Divulgação

Milão (Itália) - A incrível evolução de Jannik Sinner ao longo da temporada foi coroada com a conquista do Next Gen ATP Finals. Convidado para a disputa do torneio em Milão, o italiano de 18 anos e 95º do ranking surpreendeu o australiano Alex De Minaur, principal favorito do torneio e número 18 do mundo, com parciais de 4/2, 4/1 e 4/2 em apenas 1h04 de partida.

Sinner era número 553 do mundo na virada do ano e já aparece no top 100. O italiano conquistou dois títulos de ITF, depois alcançou três finais de challenger para vencer duas delas, furou o quali do US Open, venceu sete jogos em chaves principais na elite do circuito e chegou a uma semifinal de ATP na Antuérpia. Uma de suas vitórias foi sobre o francês Gael Monfils, então número 13 do mundo.

Primeiro italiano a vencer o torneio, que teve sua terceira edição disputada neste ano, Sinner quebrou barreiras para os jogadores da casa na competição para jogadores de até 21 anos. Nas duas edições anteriores, os convidados da casa Gianluigi Quinzi e Liam Caruana foram eliminados ainda durante a fase de grupos e sem vitórias na competição.

Como o torneio não oferece pontos para o ranking mundial, Sinner recebe a premiação de US$ 372 mil. São US$ 250 mil pelo título, US$ 66 mil por duas vitórias na fase de grupos e mais US$ 56 mil pela participação. Isso é mais do que o prêmio acumulado ao longo de toda sua carreira profissional, que era de US$ 274,4 mil antes do torneio. Já De Minaur fica com a premiação de US$ 295 mil, dos quais US$ 140 mil são do vice-campeonato. Como tentava ser campeão invicto, poderia ganhar até US$ 429 mil.

Sinner teve aproveitamento perfeito nos games de serviço, salvando todos os nove break points que enfrentou. O italiano criou oito oportunidades de quebra na partida, aproveitando três delas, uma em cada set. O pupilo de Riccardo Piatti também liderou a estatística de winners por 16 a 7 e terminou o jogo com 16 erros não-forçados contra 10 do australiano.

Torneio testou regras diferentes
A terceira edição do Next Gen ATP Finals serve mais uma vez para testar algumas regras como a ausência de juízes de linha, a comunicação entre jogador e técnico por meio de headset e o uso de revisão por vídeo em lances como quique duplo da bola, invasão de lado de quadra ou toque na rede, por exemplo. Além disso o público tem movimentação livre pelo estádio.

Os jogos também têm formato diferente do habitual, com partidas disputadas em melhor-de-cinco sets, definidos em até quatro games. Caso uma parcial esteja empatada por 3/3, é realizado um tiebreak.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis