Notícias | Dia a dia
Mladenovic aposta na confiança para vencer Barty
09/11/2019 às 16h44

Francesa marcou uma tranquila vitória na abertura do confronto neste sábado

Foto: Divulgação

Perth (Austrália) - Responsável por marcar o primeiro ponto da França nas finais da Fed Cup contra a Austrália, Kristina Mladenovic aposta na confiança para surpreender a número 1 do mundo Ashleigh Barty. O confronto diante da líder do ranking abre a rodada deste domingo, a partir de 0h (de Brasília) e irá desempatar a série disputada em Perth. A vencedora deixará seu país a apenas uma vitória do título.

Barty e Mladenovic já se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado. A australiana levou a melhor na grama de Eastbourne no ano passado, mas a francesa deu o troco em maio deste ano, no saibro de Roma.

"Estou jogando bem há algum tempo. Minha confiança está aí, e isso ficou bem claro. Também tenho muito orgulho de como lidei com o jogo de hoje, porque sempre é um novo desafio entrar em quadra e abrir uma final tão importante", disse Mladenovic depois de vencer a australiana Ajla Tomljanovic por duplo 6/1 em 1h12 de partida.

A francesa de 26 anos foi campeã de duplas no WTA Finals na semana passada, ao lado da húngara Timea Babos e chegou a liderar o ranking mundial da modalidade ao longo da temporada. "Quanto maior o desafio e quanto maior a pressão, mais eu quero lutar. São momentos para recordar por toda a vida".

Por sua vez, Barty tenta manter sua invencibilidade pela competição na temporada. A australiana de 23 anos venceu os cinco jogos de simples e dois de duplas que disputou na Fed Cup de 2019, sendo decisiva nos confrontos contra Estados Unidos e Belarus nas fases iniciais.

"Obviamente Ajla e eu temos estilos de jogo muito diferentes, por isso é difícil para mim aproveitar muito do jogo dela de hoje, mas como eu enfrentei a Mladenovic em Roma no início deste ano, sei que ela tem as armas para poder me deixar desconfortável" disse Barty, que neste sábado venceu a francesa Caroline Garcia por duplo 6/0, em uma inédita 'bicicleta' pelas finais da Fed Cup.

"Também sei que a Kiki se sente mais à vontade no saibro, mas agora estamos em uma quadra dura e na Austrália. Estou realmente ansiosa por isso, para tentar mudar a maré um pouco", acrescentou a líder do ranking mundial, referindo-se à derrota para a francesa no saibro italiano.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis