Notícias | Dia a dia
Wild mantém boa fase e faz quartas no Uruguai
07/11/2019 às 15h29

Wild tenta alcançar sua segunda semifinal seguida no saibro sul-americano

Foto: Arquivo

Montevidéu (Uruguai) - Pela terceira semana consecutiva, Thiago Wild disputará as quartas de final de um torneio de nível challenger no saibro sul-americano. Depois de parar na antepenúltima rodada em Lima e de conquistar o título em Guayaquil, ele manteve a boa fase e avançou no challenger de Montevidéu. Wild venceu nesta quinta-feira o argentino Federico Coria, número 115 do mundo, por 6/2 e 6/1 em apenas 65 minutos de partida.

Esta foi a nona vitória consecutiva de Wild no circuito. Antes da ótima sequência nas últimas semanas, o jovem paranaense de 19 anos só havia chegado às quartas em outros dois challengers. O primeiro foi ainda na temporada passada, em Campinas, já o segundo aconteceu em agosto deste ano, no saibro italiano de Cordenons.

Wild chega à sua 30ª vitória em torneios challenger na temporada. Também em 2019, o jovem jogador venceu seu primeiro jogo de ATP no Brasil Open, em São Paulo e ainda ganhou um título de nível future na França. Depois de iniciar o ano apenas no 449º lugar do ranking, ele aparece desde a última segunda-feira com o melhor ranking da carreira, no 235º lugar.

A campanha até as quartas já está rendendo 15 pontos na ATP a Wild, que descarta apenas três. Com isso, ele melhora ainda mais sua colocação, aproximando-se do 220º lugar. Se for semifinalista, fará 29 pontos. Seu próximo adversário virá do jogo entre o boliviano Hugo Dellien, número 75 do mundo, e o português João Domingues, 192º colocado. Wild derrotou Dellien na final de Guayaquil no último domingo.

Outro brasileiro em quadra nesta quinta-feira foi Guilherme Clezar, que caiu nas oitavas de final do torneio. O gaúcho de 26 anos e 318º do ranking perdeu por 6/3 e 6/4 para o argentino Andrea Collarini, 205º colocado. Por ter vencido dois jogos no torneio, um deles contra o número 1 do Brasil Thiago Monteiro, Clezar fará sete pontos na ATP. Vencedor de 24 jogos na temporada, ele tem como melhor ranking da carreira o 153º lugar, alcaçado ainda em 2015.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis