Notícias | Dia a dia
Bencic alfineta premiação recorde do WTA Finals
05/11/2019 às 16h00

Shenzhen (China) - A tão comentada premiação recorde do WTA Finals, que poderia chegar ao valor de US$ 4,72 milhões para uma eventual campeã invicta e que acabou ficando nos US$ 4,42 milhões para a australiana Ashleigh Barty, virou motivo de piada e até de críticas para a suíça Belinda Bencic, que acabou desistindo do torneio nas semifinais.

Questionada sobre o que faria com os US$ 995 mil faturados com sua campanha em Shenzhen, a suíça começou brincando. “Vou comprar uma propriedade, uma Lamborghini, um avião particular e um iate”, disse Bencic, que na sequência soltou sua crítica a uma premiação tão concentrada em um evento apenas.

“Acho que seria bom se o dinheiro fosse melhor dividido com as jogadoras que figuram entre a 100ª e a 200ª posições no ranking, com elas podendo ganhar mais. São garotas que vão para a Austrália na classe econômica e precisam jogar dois dias depois de uma viagem tão longa. Espero que possam um dia levar um treinador e um fisioterapeuta, porque elas também são profissionais”, disparou a suíça de 22 anos.

“Não está certo distribuir tanto dinheiro a mais apenas em uma semana da temporada”, afirmou a atual número 8 do mundo. “Eu jogo tênis desde os três anos de idade e sei todas as dificuldades que enfrentamos. Mas é claro que estou muito feliz com minha premiação. Posso ter um fim de semana em um spa”, finalizou.

Bencic fechou a temporada com 50 vitórias, dois títulos e uma premiação total de US$ 4.113.075, sendo que o prêmio conquistado só no WTA Finals foi responsável por quase um quarto (24,2%) de tudo o que faturou a suíça em 2019.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis