Notícias | Dia a dia
Com lesão no abdome, Nadal vira dúvida para Finals
02/11/2019 às 17h37

Paris (França) - Depois de desistir das semifinais do Masters 1000 de Paris, em que enfrentaria o canadense Denis Shapovalov, o espanhol Rafael Nadal explicou para a imprensa no Palácio de Bercy o motivo que o levou a abandonar o torneio. Ele revelou ter sentido uma lesão abdominal durante o aquecimento, lamentou a ausência na partida e deixou incerta sua participação no ATP Finals e até na Copa Davis.

“Em um dos saques que fiz durante o aquecimento, senti algo estranho no abdome. Estou arrasado por me ver novamente nessa situação, mas são coisas que acontecem. Tenho convivido com problemas durante toda a temporada. A mão estava muito melhor, tudo estava indo bem, mas desta vez foi na região abdominal”, contou o canhoto de Mallorca, que desistiu de toda a temporada asiática por causa de inflamação na mão.

"Fizemos um ultrassom com o médico e descobrimos algo. Noventa minutos após o primeiro teste, tentei novamente, mas ainda sentia dor e por isso não podia me dar ao luxo de ir para quadra, pois não conseguia chegar ao nível que precisava. Além disso, seria uma grande oportunidade para aumentar o problema. No US Open de 2009, eu joguei com uma lesão de 7 milímetros que depois da semifinal contra Del Potro foi para 28 milímetros”, lembrou.

Nadal falou que ainda precisa fazer mais testes para ver melhor o grau da lesão. "Demora algum tempo até que as fibras musculares se estabilizem e o diagnóstico seja mais preciso. Para competir, preciso que o abdominal esteja 100% novamente, no momento a recomendação do médico é não jogar”, contou o espanhol, que colocou em dúvida sua participação em seus dois últimos torneios de 2019.

“É um momento muito difícil para mim e de grande frustração, mas sei que devo ser paciente e aceitar a situação. Farei o meu melhor para estar em Londres e na Copa Davis, em princípio não acho que exista risco, mas é necessário esperar alguns dias para ter certeza, por enquanto não posso garantir nada”, finalizou o futuro líder do ranking, que disputa com o sérvio Novak Djokovic a ponta neste fim de temporada.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis