Notícias | Dia a dia
Djoko busca penta em Paris e segue na luta pelo nº 1
02/11/2019 às 11h51

Paris (França) - Abrindo as semifinais de simples do Masters 1000 de Paris, neste sábado, o sérvio Novak Djokovic fez valer o favoritismo para cima do búlgaro Grigor Dimirtov, que deu trabalho ao atual número 1 do mundo, mas não resistiu e foi superado em sets diretos, com o placar final de 7/6 (7-5) e 6/4, depois de 1h38 de confronto.

Em busca do pentacampeonato na capital francesa, o sérvio terá como rival na decisão o vencedor do jogo entre o canadense Denis Shapovalov e o espanhol Rafael Nadal, com quem duela pela liderança do ranking neste final de temporada. Rafa assumirá a ponta na próxima segunda-feira e para ainda ter chance de recuperar a liderança o sérvio precisa ser campeão ou o torcer por uma queda do rival na semi.

O primeiro set foi equilibradíssimo, com os sacadores dominando as ações e não permitindo um break-point sequer. Dimitrov conseguiu igualar Djokovic na consistência e assim levou a definição para o tiebreak, em que o búlgaro teve sua chance, mas acabou jogando fora em um dos poucos erros não forçados cometidos por ele na parcial.

Dimitrov saiu atrás no desempate e amargou o primeiro mini-break da disputa, mas deu a volta por cima, abriu 5-3 e teve dois saques seguidos com 5-4 no placar. Veio então o vacilo do búlgaro, que perdeu os dois pontos seguintes, o primeiro deles em um swing-volley relativamente tranquilo. Djokovic foi cirúrgico, confirmou o serviço e fez 1 a 0.

A partida seguiu disputada no segundo set, mas desta vez o búlgaro não resistiu até o final e já no quinto game levou uma importante quebra que acabou definindo o resultado final. Dimitrov não conseguiu buscar a igualdade, não teve chance alguma de devolver a quebra e amargou sua nona derrota em dez confrontos com Djokovic.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis