Notícias | Dia a dia
Svitolina: 'Minha avó ficaria triste se eu não lutasse'
01/11/2019 às 15h24

Mesmo já garantida no primeiro lugar de seu grupo, Svitolina não diminuiu a intensidade em quadra

Foto: Divulgação

Shenzhen (China) - Embora já estivesse classificada para a semifinal do WTA Finals e garantida na primeira posição do Grupo Roxo, Elina Svitolina não diminui sua intensidade em quadra no último jogo da fase de grupos em Shenzhen. A ucraniana precisou lutar por 2h10 para vencer a partida contra a norte-americana Sofia Kenin, substituta de Bianca Andreescu no torneio e sem chances de classificação.

Por mais que o resultado partida não tivesse efeito para a sequência do torneio, havia outras motivações em quadra. A vitória rendia importantes 250 pontos no ranking da WTA e uma premiação em dinheiro de US$ 305 mil, dando a Svitolina a possibilidade de lutar pelo maior prêmio da história do tênis profissional, que é de 4,72 milhões para o caso do título invicto. Mas a ucraniana de 25 anos também justificou o empenho em quadra para dar orgulho aos pais e à avó, que acompanhavam a partida.

"Eu sou o tipo de pessoa que quer vencer sempre que entra na quadra. Meus pais me criaram dessa forma", disse Svitolina após a vitória por 7/5 e 7/6 (12-10) sobre Kenin nesta sexta-feira. "Eu tenho que me esforçar para tudo, tenho que dar 100% a cada momento do jogo. Eles ficariam muito bravos comigo se eu entregasse o jogo. E minha avó também ficaria muito triste", acrescenta a atual campeã do WTA Finals.

Número 8 do mundo e ainda invicta no Finals, Svitolina volta a atuar às 7h30 (de Brasília) deste sábado. Ela enfrenta a suíça Belinda Bencic, sétima colocada. A suíça lidera o histórico por 2 a 1, mas a ucraniana venceu o confronto mais recente, em Toronto. Também na atual temporada, Bencic venceu um jogo de três sets em Dubai. O primeiro embate entre elas ocorreu ainda em 2014.

"Todos conhecemos o estilo de jogo que ela tem", avalia a ucraniana sobre a jovem rival de 22 anos. "Ela pega a bola bem cedo, e você tem que estar pronta para esse estilo de jogo. Para mim, o principal é me recuperar primeiro, estar descansada para o jogo de amanhã, física e mentalmente".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis