Notícias | Dia a dia
Federer: 'Sei que tudo pode acabar rapidamente'
29/10/2019 às 09h35

Basileia (Suíça) - Vivendo a reta final de sua carreira, o suíço Roger Federer sabe que não tem mais muitos anos pela frente e por isso quer aproveitar cada oportunidade que tem para buscar novas conquistas. Justamente por causa disso ele desistiu do Masters 1000 de Paris, para tentar estar mais bem preparado para buscar seu sétimo título no ATP Finals.

“Quero estar em forma em Londres. Eu cheguei perto de alguns grandes títulos neste ano, como Indian Wells ou Wimbledon, mas acabei deixando escapar. Gostaria de ganhar outro grande título este ano”, afirmou o campeão do ATP 500 da Basileia no último domingo em entrevista à SRF.

“Talvez essa tenha sido a minha melhor semana de torneios na Basileia. É bom provar para mim mesmo como estou apaixonado por esse esporte”, observou o atual número 3 do mundo, que pode ser ultrapassado no ranking nesta semana pelo russo Daniil Medvedev.

Federer ainda não estipula uma data para a sua aposentadoria, mas sabe que não terá muito tempo mais pela frente. “É uma pena que eu esteja no final da minha carreira e tudo tenha passado tão rápido, gostaria de estar ainda no meio”, lamentou o suíço.

“Sinto que tudo aconteceu tão rápido. Isso às vezes me deixa um pouco triste. Mas eu sei que ficarei bem quando chegar o momento. Sei que poderia acabar rapidamente: uma lesão, algo acontece com alguém da minha família. É por isso que preciso ter a perspectiva, a distância. Sei que pode acabar a qualquer momento”, encerrou o dono de 20 títulos de Grand Slam.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis