Notícias | Dia a dia
Dez jogadores ainda têm chance de chegar ao Finals
27/10/2019 às 14h31

Zverev tem grande chance de voltar ao Finals e assim defender seu troféu do ano passado

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Encerrados os dois importantes ATP 500 da semana, dez jogadores ainda mantém chance pelo menos matemática de entrar na lista dos oito classificados para o Finals de Londres, o torneio que encerra a temporada masculina e reúne apenas os oito mais bem pontuados do ranking.

O alemão Alexander Zverev e o italiano Matteo Berrettini estão com um pé na arena O2. Sascha teria assim a chance de defender seu título do ano passado e evitaria o risco de deixar a lista dos top 10 ao final do ano. Já o italiano de 23 anos deu um grande salto em 2019 e tenta sua primeira participação.

Com 2.865 pontos em 2019, Zverev precisaria das semifinais para não depender de resultados, mas está com vantagem de 325 pontos sobre o atual nono colocado e isso lhe dá grande chance de classificação. Berretini soma 2.670 com a semi em Viena e assumiu o oitavo posto, com 130 de vantagem sobre Roberto Bautista.

Veja o que os demais postulantes necessitam fazer, e torcer, para tentar a vaga durante o Masters de Paris:

- Roberto Bautista está 130 pontos atrás de Berretini e assim as quartas de final, que dão 180, são seu único caminho, dependendo é claro da performance do italiano. Zverev está a 325 pontos, o que forçaria o espanhol a ser pelo menos semi.

- Gael Monfils e David Goffin poderão superar Berrettini caso atinjam a semifinal (360 pontos) e Berrettini perca logo na estreia. Se o italiano avançar, a exigência sobe e aí eles precisarão estar na final, o que ameaçaria Zverev caso o alemão caia na estreia.

- Fabio Fognini e Diego Schwartzman só podem pensar em vaga se atingirem a final de Paris e somarem 600 pontos. Nesse caso, podem superar até mesmo Zverev.

- Quatro tenistas dependem exclusivamente do título em Paris: Stan Wawrinka, Karen Khachanov, John Isner e Alex de Minaur. Esses dois últimos ainda precisariam ver Berrettini perder logo na segunda partida.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis