Notícias | Dia a dia
Finals de duplas volta a ter grupos após 4 anos
25/10/2019 às 15h49

A húngara Timea Babos e a francesa Kristina Mladenovic tentam defender o título do ano passado

Foto: Divulgação

Shenzhen (China) - O torneio de duplas do WTA Finals passou por uma mudança em seu sistema de disputa. Pela primeira vez desde 2015, a competição terá dois grupos com quatro equipes, repetindo o modelo que já acontece em simples. Nos últimos anos, o evento tinha apenas uma fase eliminatória a partir das quartas de final.

O Grupo Vermelho é liderado pela belga Elise Mertens e a bielorrussa Aryna Sabalenka, campeãs de Indian Wells, Miami e do US Open. Também está na chave a forte parceria da húngara Timea Babos com a francesa Kristina Mladenovic, vencedoras de Roland Garros e atuais campeãs do Finals. No mesmo grupo, ainda estão as irmãs taiwanesas Latisha e Hao-Ching Chan e a parceria formada pela alemã Anna-Lena Groenefeld e a holandesa Demi Schuurs.

Já o Grupo Roxo é encabeçado pelas campeãs de Wimbledon, a taiwanesa Su-Wei Hsieh e a tcheca Barbora Strycova, e do Australian Open, a chinesa Shuai Zhang e a australiana Samantha Stosur. A chave ainda tem as tchecas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova, vencedoras de dois Grand Slam em 2018, e a parceria formada pela candense Gabriela Dabrowski e a chinesa Yifan Xu.

As duas melhores parcerias de cada grupo classificam-se para as semifinais até a definição das campeãs.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis