Notícias | Dia a dia
Shapovalov: 'Cedo ou tarde, vamos destronar o Top 3'
20/10/2019 às 19h15

O jovem canadense de 20 anos conquistou seu primeiro ATP neste domingo

Foto: Divulgação

Estocolmo (Suécia) - Campeão do ATP 250 de Estocolmo, Denis Shapovalov comemorou neste domingo seu primeiro título na elite do circuito. Representante da nova geração do circuito, o canadense de apenas 20 anos e número 34 do mundo falou sobre suas expectativas para o futuro e acredita que os jovens poderão surpreender os três primeiros colocados do ranking (Novak Djokovic, Rafael Nadal e Roger Federer) com cada vez mais frequência.

"Tenho certeza de que a próxima temporada terá muitas surpresas. Obviamente o top 3 ainda está jogando muito bem. Mas acho que mais cedo ou mais tarde, vamos destroná-los. Então, temos que permanecer pacientes", disse Shapovalov, ainda depois da semifinal do torneio sueco, em que venceu o japonês Yuichi Sugita por 7/5 e 6/2.

"Aos poucos, os jogadores jovens estão começando a subir no ranking. [Daniil] Medvedev realmente deu um salto nos últimos meses. Tenho certeza que muitos jogadores estão seguindo. Existem tantos caras talentosos, como o [Frances] Tiafoe e [Stefanos] Tsitsipas jogando bem, além, é claro, do [Alexander] Zverev", comenta o canadense, que tem vitórias sobre Rafael Nadal, Stefanos Tsitsipas e Juan Martin del Potro no currículo.

Shapovalov chegou a ser top 20 do ranking em abril deste ano, mas acredita estar jogando seu melhor tênis somente agora. "Acho que todo mundo tem seu próprio caminho. Para mim, sinto que subi no ranking muito rápido com alguns grandes resultados. Mas para ser sincero, meu jogo não estava lá. Tive muitos altos e baixos. Então, trabalhei muito nos últimos dois anos para fortalecer outros aspectos do meu jogo e realmente tentar completá-lo"

Depois de vencer a final deste domingo contra o sérvio Filip Krajinovic por duplo 6/4, Shapovalov falou sobre a emoção de conquistar seu primeiro título, além de ter colocado fim à uma série negativa de sete derrotas em semifinais de ATP. "Significa muito para mim. Minha equipe e eu trabalhávamos muito e ganhar um título era um grande objetivo nosso. Estou super orgulhoso de mim e da minha equipe".

"Tive um pouco de azar nas outras semifinais e algumas chaves difíceis, mas sabia que acabaria vencendo uma. Chegar às semifinais ainda é um ótimo resultado. Não é fácil de fazer. Fiquei bastante paciente com isso, mas estava realmente empolgado por vencer a partida de ontem e estava ansioso pela final", acrescentou o canadense.

Shapovalov também destacou o trabalho ao lado do russo Mikhail Youzhny, ex-número 8 do mundo, que agora faz parte de seu time. "Ele é incrível. Tem muita experiência no circuito e conquistou grandes coisas em sua carreira. Só de poder conversar com ele e ter o seu feedback já me ajudou muito. Ele me ajudou a adicionar mais variedade ao meu jogo, adicionou um pouco mais de recursos e isso realmente ajuda. Ele tem uma ótima visão de jogo".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis