Notícias | Dia a dia
Rublev bate o bicampeão Cilic e joga final em casa
19/10/2019 às 16h22

Aos 21 anos, Rublev tenta conquistar seu segundo título no circuito da ATP

Foto: Divulgação

Moscou (Rússia) - Pelo segundo ano consecutivo a torcida russa terá um jogador da casa na final do ATP 250 de Moscou. Depois da conquista de Karen Khachanov no ano passado, é a vez de Andrey Rublev lutar pelo título do torneio em quadras duras e cobertas.

Rublev venceu neste sábado o croata Marin Cilic, bicampeão do torneio em 2014 e 2015 e atual 25º do ranking. O jovem russo de 21 anos marcou as parciais de 7/5 e 6/4 em 1h32 de partida contra o rival, dez anos mais velho e ex-número 3 do mundo. Rublev tenta conquistar seu segundo título de ATP, já que foi campeão no saibro de Umag em 2017.

Antes da ótima campanha deste ano em Moscou, Rublev nunca havia vencido um jogo pela competição. Apesar da pouca idade, o ex-líder do ranking mundial juvenil disputa a chave principal do torneio desde 2014, além de também ter atuado no quali em 2013.

A atual 31ª posição no ranking mundial é a melhor na carreira de Rublev, que na semana passada chegou às oitavas de final do Masters 1000 de Xangai. Com 150 pontos garantidos e apenas 20 a descontar, o jovem russo debutará no grupo dos 30 melhores do mundo e pode se aproximar do top 20 se for campeão.

O adversário de Rublev na final marcada para às 11h (de Brasília) deste domingo será o francês Adrian Mannarino, canhoto de 31 anos e 44º do ranking. O confronto entre eles é inédito no circuito profissional. Embora tenha apenas um título de ATP, conquistado este ano na grama de s-Hertogenbosch, o experiente francês já tem nove finais no circuito.

Mannarino garantiu vaga na decisão de Moscou depois de marcar as parciais de 6/3 e 6/4 contra o italiano Andreas Seppi. O italiano de 35 anos e 72º do ranking foi campeão do torneio russo em 2012, ano em que derrotou o brasileiro Thomaz Bellucci na final da competição.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis