Notícias | Dia a dia
Djoko destaca autoconfiança para desbancar rivais
15/10/2019 às 11h32

Xangai (China) - Último do Big 3 a despontar no circuito, o sérvio Novak Djokovic falou um pouco sobre o percurso percorrido para conseguir alcançar o mesmo patamar do suíço Roger Federer e do espanhol Rafael Nadal. Atual número 1 do mundo e dono de 16 títulos de Grand Slam, ‘Nole’ destacou a autoconfiança como principal ferramenta para atingir o sucesso.

“Houve momentos em que foi realmente difícil, principalmente quando eu estava perdendo a maioria dos jogos importantes nos estágios mais avançados dos grandes torneios contra esses dois caras”, comentou o tenista de Belgrado, que demorou cinco jogos para conseguir bater Federer pela primeira vez e três para superar Nadal.

“Mas eu sempre acreditei em mim. Claro que houve momentos em que me questionei, mas superei tudo isso porque a crença era muito forte. Sabia que, se eu trabalhasse duro no meu jogo para tentar melhorá-lo, com certeza chegaria ao estágio em que conseguiria vencê-los”, acrescentou Djokovic.

O sérvio tem agora um retrospecto positivo contra os dois maiores rivais. São 54 os confrontos com Nadal, levando a melhor em 28 deles. Já frente ao suíço são 26 vitórias de Djokovic e 22 derrotas.

“Foi um processo de autoconfiança e de trabalhar em si mesmo e no próprio jogo para chegar a esse nível que permitiu desafiar os melhores jogadores do mundo. O domínio de Nadal e Federer foi tremendo, especialmente nesse período em que eu estava começando e tentando desafiá-los por títulos importantes", finalizou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis