Notícias | Dia a dia
Tianjin não terá chinesas na semi pelo 2º ano seguido
11/10/2019 às 15h16

Yafan Wang foi a única chinesa que alcançou as quartas de final no torneio

Foto: Divulgação

Tianjin (China) - Ainda que onze jogadoras chinesas tenham disputado a chave principal do WTA de Tinjin, nenhuma delas está entre as semifinalistas da competição. Isso já havia acontecido no ano passado, quando o torneio teve sete jogadoras da casa, e também na edição de 2015 com seis anfitriãs.

A última chinesa do torneio foi Yafan Wang, jogadora de 25 anos e 47ª do ranking, que perdeu nas quartas de final para a sueca Rebecca Peterson por 6/7 (5-7), 6/4 e 6/2. Peterson, de 24 anos e 59ª do ranking, conquistou recentemente seu primeiro WTA em Nanchang, também na China, e busca a segunda final da carreira.

A adversária de Peterson na semifinal que acontece à meia-noite será a tunisiana Ons Jabeur, 61ª do ranking e que ainda persegue seu primeiro título de WTA aos 25 anos. Jabeur avançou à semifinal depois de vencer a cazaque Yulia Putintseva por 7/6 (7-5) e 7/6 (7-4) em 1h55.

Do outro lado da chave, a britânica Heather Watson venceu um duelo de 3h01 contra a polonesa Magda Linette por 7/5, 6/7 (4-7) e 7/6 (8-6). Watson, de 27 anos, já foi top 40 no ranking e tem três títulos no circuito. Ela aparece atualmente apenas na 125ª colocação.

Quem enfrenta Watson na segunda semifinal, que acontece a partir de 1h30, é a russa de 22 anos e 45ª do ranking Veronika Kudermetova, que venceu a jovem ucraniana de 19 anos e já número 23 do mundo Dayana Yastremska por 6/4 e 6/0. Kudermetova ainda busca sua primeira final no circuito, já Yastremska tinha 280 pontos a defender pelo título do WTA de Hong Kong do ano passado, torneio que não foi realizado nesta temporada por conta da tensão política e de protestos na região.

A cidade chinesa de Tianjin está no calendário da WTA desde 2014 e a única anfitriã a conquistar o título foi Shuai Peng em 2016. Peng também foi semifinalista na edição inaugural e em 2017. Outra chinesa que já foi longe no torneio foi Saisai Zheng, que parou na semi no primeiro ano de competição.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis