Notícias | Dia a dia
Osaka decide defender o Japão nas Olimpíadas
10/10/2019 às 16h38

Osaka tem dupla nacionalidade, mas decidiu manter a cidadania japonesa no circuito

Foto: Divulgação

Tóquio (Japão) - Vinda de dois títulos e dez vitórias seguidas nas últimas semanas, Naomi Osaka decidiu que irá continuar a defender o Japão no circuito e disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio como anfitriã. A atual número 3 do mundo tem dupla nacionalidade e poderia optar pela cidadania norte-americana.

"A sensação especial de tentar ir às Olimpíadas para representar o Japão é muito especial", disse Osaka à emissora pública japonesa NHK. "Posso jogar bem nos grandes palcos, então há muitas expectativas para mim nas Olimpíadas de Tóquio, mas quero jogar do meu jeito e conseguir uma medalha de ouro".

De acordo com as leis japonesas, uma pessoa com dupla nacionalidade precisa escolher uma delas antes de completar 22 anos. Osaka está atualmente com 21, mas fará aniversário na próxima quarta-feira, dia 16 de outubro.

Osaka é nascida no Japão, tem mãe japonesa e pai haitiano. A família se mudou para os Estados Unidos quando ela e sua irmã mais velha Mari ainda eram crianças.

Ex-líder do ranking mundial, Osaka conquistou dois títulos de Grand Slam, o US Open do ano passado e o Australian Open deste ano. Depois de trocar duas vezes de treinador ao longo da temporada, a japonesa passou a treinar com o pai, Leonard François. A parceria tem rendido bons resultados, já que ela foi campeã de dois torneios de nível Premier em Osaka e em Pequim.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis