Notícias | Dia a dia
Federer se diverte com os fãs e diz estar motivado
06/10/2019 às 12h29

Federer chegou mais cedo a Xangai para se adaptar ao fuso horário e diz estar com energia de sobra

Foto: Site oficial

Xangai (China) - Numa das superfícies mais velozes do circuito atual, o suíço Roger Federer está quase em casa. Cercado por centenas de fãs a cada passo, ele diz se divertir com o assédio e que isso não prejudica sua preparação para o Masters de Xangai, onde deve estrear na terça-feira contra Marin Cilic ou Albert Ramos.

"Os fãs realmente fazem de tudo para mostrar o quão entusiasmados e felizes eles estão com o torneio", afirmou o cabeça 2 da semana, que faz sua oitava aparição em Xangai. "Isso ficou claro no Fan Day de sábado, e significa muito para mim. Não vejo grupos de fãs como aqui em nenhum outro lugar do mundo".

Cercado de atenções, Federer diz não se importar com o excesso de tietagem que recebe e procura atender a todos. "Quando alguém te faz uma pergunta, você tenta responder, ou quando te pedem uma foto, você tenta tirar. Isso pode significar muito para um fã porque talvez seja a primeira vez que ele me vê ou sabe-se lá quanto tempo ele viajou para estar aqui tão perto de mim".

O suíço admite que por vezes se sente cansado dos treinamentos, mas ainda assim procura mostrar simpatia. "Tento ser um exemplo para a nova geração de jogadores que espero faça muito pelo tênis. Estou ciente de que tenho o poder de motivar e inspirar crianças, de ser um boa referência. Sempre apreciei isso".

Questionado sobre a presença de Andy Murray no torneio, Federer disparou palavras de admiração ao bicampeão olímpico: "É excepcional vê-lo novamente em ação e trocar algumas palavras com ele, tenho seguido seu retorno e acho que é superexcitante para o circuito, porque todos o respeitam muito. Não tem inimigos. O tênis precisa de gente como ele, que trabalha com empenho e ética. E ele está jogando cada vez melhor".

Sobre a busca do tricampeonato em Xangai, Federer acha que a chave está dura. "Tudo depende também dos adversários, infelizmente as coisas não estão todas sob meu controle", brinca o suíço. "Mas estou ainda com energia de sobra para terminar firme a temporada".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis