Notícias | Dia a dia
Cirstea volta à final em Tashkent depois de 11 anos
27/09/2019 às 16h56

Único título de Cirstea foi conquistado também em Tashkent em 2008

Foto: Arquivo

Tashkent (Uzbequistão) - Campeã ainda em 2008 do WTA de Tashkent, Sorana Cirstea tem a chance de encerrar um jejum de onze anos sem títulos no circuito. A romena de 29 anos está de volta à final do único torneio em que já foi campeã. Ela venceu a semifinal desta sexta-feira contra a ucraniana Katarina Zavatska por 6/0 e 6/3 em 1h14 de partida.

Stefani mantém embalo e faz segunda final seguida

Cirstea foi número 21 do mundo em 2013 e tinha apenas 18 anos quando conquistou seu único título de WTA. A romena só disputou outras duas finais. A primeira foi ainda na temporada de 2007, em Budapeste; já a mais recente foi no forte Premier de Toronto em 2013, quando derrotou três top 10 e só parou diante de Serena Williams na decisão.

Atualmente no 96º lugar do ranking, Cirstea tem um histórico de lesões no ombro e chegou a sair do top 200 em 2015. Ainda assim, a romena conseguiu se reerguer e até fez uma boa temporada em 2017, terminando aquele ano na 37ª colocação do ranking mundial.

A adversária de Cirstea na final marcada para às 5h (de Brasília) é a belga Alison Van Uytvanck, jogadora de 25 anos e 61ª do ranking, que derrotou a canhota tcheca Kristyna Pliskova por 6/3 e 7/5. Van Uytvanck já venceu três torneios da WTA na carreira, dois deles na atual temporada. A belga jamais derrotou Cirstea nos dois duelos anteriores.

Final de duplas com Stefani neste sábado
O sábado também terá participação brasileira no WTA de Tashkent. Luisa Stefani disputa a final de duplas da competição ao lado da norte-americana Hayley Carter. Elas enfrentam a eslovena Dalila Jakupovic e a norte-americana Sabrina Santamaria. A partida acontece por volta das 6h30, logo após a final de simples. Stefani e Carter foram finalistas em Seul na semana passada. A jovem paulista de 22 anos busca seu primeiro título na elite do circuito.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis