Notícias | Dia a dia
Federer não liga mais falar sobre aposentadoria
27/09/2019 às 08h59

Basileia (Suíça) - Um dos assuntos mais recorrentes no circuito nos últimos anos é a aposentadoria do suíço Roger Federer, que segue firme aos 38 anos e ainda não sabe quando vai largar o tênis profissional. Em entrevista durante evento de um de seus patrocinadores, o atual número 3 do mundo garantiu ainda não saber quando irá parar e falou que perguntas sobre o assunto não o incomodam mais.

“Já não me incomoda mais, mas já achei estranho. Lembro que me perguntaram sobre isso em Roland Garros quando tinha 28 anos e disse que esperava jogar até uns 32 ou 33. Houve um momento que as perguntas sobre minha aposentadoria me esgotavam, mas sempre as respondi. Hoje em dia sempre me perguntam sobre isso, como se fosse dizer nesse momento. Não vai ser assim que vou revelar algo”, brincou o suíço.

Federer contou como imagina que será sua vida logo após se aposentar do circuito profissional. “Não deixarei o tênis totalmente, eu adoro isso. Talvez no começo não seja fácil, para mim, simplesmente ficar sentando e assistindo as partidas, sem ter controle algum sobre o que acontece. Será curioso também quando estiver no estádio como espectador, com a reação do público”.

Questionado sobre ser exemplo para muitas pessoas, ele disse que tenta deixar principalmente um legado para os filhos. “É legal ser o modelo a seguir para algumas pessoas. Para meus filhos tento passar respeito, jogo limpo, camaradagem e todos esses valores. Digo para eles todos os dias que sejam amáveis, cumprimentem todos e falem com as pessoas olhando nos olhos”, comentou Federer.

Por fim, o suíço revelou o que gosta de comer antes de uma partida. “Normalmente uma salada e uma massa, é algo que sempre funcionou bem para mim. No início de minha carreira, ficava nervoso antes das partidas e deixava um pouco de comida no prato, mas há uns 10 anos eu não faço mais isso”, finalizou o tenista da Basileia.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis