Notícias | Outros
Bahia Juniors Cup: Trio baiano vence na estreia
24/09/2019 às 22h34

Natan Rodrigues, campeão dos 18 anos no ano passado, largou bem.

Foto: Thiago Parmalat

Salvador (Bahia) - Tripla vitória dos baianos nesta terça-feira na 35ª edição do Bahia Juniors Cup, evento com pontos no ranking mundial da Federação Internacional de Tênis e 240 atletas de 11 países. O evento termina no sábado com entrada gratuita no Clube Bahiano de Tênis. Os jogos desta quarta-feira largam às 8h com definição de todos os classificados para as quartas de final, no masculino e feminino, na categoria 18 anos.

Natan Rodrigues, que busca defender o título dos 18 anos conquistado no ano passado, marcou 6/1 e 6/0 sobre o qualifier Gustavo Camelo. Atual 109º colocado, o baiano comemorou a boa estreia em casa. "Ele treina comigo em São José do Rio Preto, já sabia mais ou menos o que precisava fazer. No geral, foi uma estreia tranquila, não me desgastei tanto, agora é seguir evoluindo na semana." Natan vem da disputa do US Open juvenil, em Nova York, no início de setembro. "Já venho adaptado do piso duro, no ritmo, a quadra está boa, renovada, me senti bem, gosto desta superfície."

Natan chegou a estar entre os 40 do mundo no ano, mas caiu após ficar dois meses parado por conta de uma apendicite e complicações no intestino, perdendo inclusive o torneio de Roland Garros. Ele disputou Wimbledon onde parou na segunda rodada. Nas oitavas de final, vai enfrentar o compatriota Guilherme Zotin, nesta quarta, a partir de 10h30.

A baiana Maria Menezes, de 16 anos, que treina no Bahiano de Tênis, aplicou 6/0 e 6/2 em Lorena Castellanos em jogo que teve algumas emoções no segundo set. Ela abriu 3/0, permitiu que a rival encostasse em 3/2 e precisou de seis match-points para vencer. "Primeira rodada sempre é mais difícil, sempre fico mais nervosa. Mas no geral foi um bom jogo", disse a jogadora que a segur vai encarar a argentina Juana Larranaga, segunda favorita, que venceu a brasileira Beatriz Verdial por 6/3 e 6/0. Menezes abre a programação da quadra 1 às 8h. "Conheço ela, está hospedada na minha casa, mas o jogo é na quadra. Ela é muito sólida, não ataca muito, mas é bem firme no fundo de quadra, terei que me impor."

Gustavo Schwebel, também do clube, superou Diogo Tinoco por 6/4 e 6/1 e medirá forças contra o paulista Richard Gama, que tirou o quinto favorito, o carioca Gustavo Madureira, por 5/7, 7/6 (7/4) e 6/1. "Joguei muito bem, quebrei para fazer 5/2, jogando bem, não consegui fechar, mas dei dois winners no 5/4 para fechar. No segundo set, foi mais tranquilo. Acredito que possa ir muito bem nesse torneio se mantiver esse nível." Schwebel faz o quarto jogo da quadra principal em torno de 12h30.

Outros dois baianos caíram. Júlia Cantalino fez sua estreia na categoria principal do torneio, mas caiu diante da paulista Ana Candioto por duplo 6/1. Luis Cupertino fez jogo apertado, mas caiu diante do paulista Gabriel Generoso por duplo 7/5.

Favorita uruguaia estreia com difícil vitória em Salvador

Pela primeira vez jogando na capital baiana, a uruguaia Guillermina Grant, principal favorita ao troféu, suou a camisa para derrotar a brasileira Ana Rodrigues por 6/3 e 7/6 (7/3) em quase duas horas de partida. "Primeiro jogo duro, ela saca bem. O torneio está muito bom, organização boa, quadra boa. É diferente jogar no piso duro, gosto disso. Tenho característica de subir muito para a rede e no cimento é necessário e importante. Salvador nunca tinha vindo, vi pouco ainda da cidade, mas parece bonito. Sempre bom conhecer cidades diferentes", disse a jovem natural de Montevidéu e do tradicional Carrasco Lawn Tennis Club. "Sempre treinei nesse clube, minha família é do tênis, minha mãe é professora. Peguei na raquete pela primeira vez com dois anos, joguei toda minha vida", apontou a fã de Roger Federer e Victoria Azarenka. A uruguaia quer,  na próxima temporada, estar nos Grand Slams. O primeiro deles é o Australian Open no fim de janeiro. "É uma meta que tenho e para isso tenho que jogar bem aqui no Brasil e nesse fim de ano."

Baiana decide o título nos 14 anos nesta quarta-feira não antes das 13h

Campeã de 12 anos em 2017 e vice dos 14 no ano passado, Luana Paiva aplicou duplo 6/0 em Luiza Esteves e vai decidir nesta quarta-feira a categoria 14 anos contra Karoline de Oliveira. O jogo acontece não antes das 13h na quadra 7.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis