Notícias | Dia a dia
Federer revela choro após final de Wimbledon
20/09/2019 às 13h17

Genebra (Suíça) - Dois meses após a derrota na final de Wimbledon, o suíço Roger Federer abriu o coração e revelou ter chorado no vestiário. Em entrevista à Gazzetta dello Sport, ele contou que não segurou as lágrimas depois de ver escapar a chance de levantar seu 21º Grand Slam, perdendo dois match-points contra o sérvio Novak Djokovic. 

“A última vez que chorei? Há dois meses em Wimbledon. Dentro de quadra e também durante a cerimônia de premiação, segurei as lágrimas que estavam lá, mas assim que cheguei ao vestiário, no primeiro comentário que fizeram eu não aguentei e algumas lágrimas escaparam", declarou o suíço de 38 anos, que nesta semana disputa a Laver Cup. 

Tentando se tornar o mais velho campeão de Slam na Era Aberta, Federer se viu em uma posição semelhante à de 2008, quando também foi superado na decisão de Wimbledon, desta vez pelo espanhol Rafael Nadal. “Talvez eu olhe para trás e pense: 'bem, afinal não é tão ruim’”, observou o atual número 3 do mundo. 

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis