Notícias | Dia a dia | US Open
Andreescu adia sonho de Serena e fatura o 1º Slam
07/09/2019 às 18h59

Canadense começou o ano no 152º lugar do ranking e chegará ao top 5 após o US Open

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - O sonho de Serena Williams de conquistar o histórico 24º título de Grand Slam, e igualar a marca Margaret Court entre as maiores vencedoras de todos os tempos, foi mais uma vez adiado. A jovem canadense Bianca Andreescu, de apenas 19 anos, superou a campeoníssima norte-americana na final do US Open e marcou as parciais de 6/3 e 7/5 em 1h39 de partida. Com o resultado, ela também aumenta sua invencibilidade para 13 jogos no circuito. 

Esta é a quarta derrota seguida de Serena Williams em uma final de Grand Slam. Desde que havia conquistado o Australian Open de 2017, ela teve outras três chances de igualar o recorde, mas perdeu as duas últimas finais de Wimbledon para Angelique Kerber e Simona Halep e também foi superada por Naomi Osaka no US Open do ano passado.

Além de conquistar o primeiro Grand Slam de sua carreira profissional, Andreescu é também a primeira canadense a vencer um torneio deste porte. Até então, o melhor resultado havia sido conquistado por Eugenie Bouchard, finalista na grama de Wimbledon em 2014.

Campeã logo em sua primeira participação no US Open, Andreescu disputou uma chave principal de Grand Slam apenas pela quarta vez na carreira. Ela iguala o recorde de Monica Seles, que venceu Roland Garros em 1990 quando também disputava o quarto Grand Slam da carreira.

A canadense é também a primeira jogadora com menos de 20 anos a conquistar um Grand Slam desde Maria Sharapova no US Open de 2006. Este ano a canhota tcheca Marketa Vondrousova teve a chance de quebrar essa marca no saibro de Roland Garros, mas ficou com o vice. Antes disso, a última atleta tão jovem a atingir uma decisão de Grand Slam havia sido Caroline Wozniacki, vice no US Open de 2009.

Com uma notória evolução no circuito, Andreescu era a número 208 do mundo há doze meses e começou a temporada apenas no 152º lugar do ranking. Após os títulos expressivos em Indian Wells e Toronto, além das finais de Auckland e Acapulco, chegou ao top 15 no ranking. O título faz com que ela salte para a quinta colocação no ranking.

A premiação para a campeã do US Open é de US$ 3,85 milhões. Isso é mais do que Andreescu havia acumulado em toda sua carreira profissional, cerca de US$ 2,4 milhões. Serena é disparada a jogadora com maior premiação acumulada na carreira. Ela já ganhou mais de US$ 90,6 milhões e receberá mais US$ 1,95 milhão.

Serena perde a quarta final de Grand Slam seguida
Em um game com poucos primeiros serviços em quadra, Serena sofreu uma quebra logo de cara, depois de cometer duplas-faltas seguidas. Assim como no início da final de Wimbledon, ela cometeu alguns erros descalibrados com o backhand. O bom início para Andreescu continuou após um ótimo game de saque para ela abrir 2/0. Só depois Serena conseguiu confirmar o serviço, mas ainda não conseguia pressionar o saque da adversária. Depois de apenas quatro games, Serena já tinha nove erros não-forçados na partida contra nenhum da rival.

No primeiro game mais complicado para Andreescu, a canadense havia cometido uma dupla-falta e encarava um 0-30, mas encaixou dois ótimos saques e não permitiu que Serena disputasse os pontos. Na sequência, Serena teve que escapar de cinco break points, com direito a dois aces, para confirmar o serviço em um difícil game de dez minutos. As oportunidades perdidas não pesaram tanto para Andreescu. Mesmo errando mais do que o normal em relação ao começo do jogo, a canadense enfrentou só um break point e encaixou um ace quando mais precisou. Logo depois, Serena voltaria a ter o serviço quebrado com uma dupla-falta e perdeu o set. A norte-americana colocou apenas 50% de primeiros serviços em quadra na parcial e cometeu 14 erros contra apenas seis da canadense. Serena liderava nos winners por 16 a 12.

Andreescu começou o segundo set com 2/0 no placar após mais uma dupla-falta de Serena em um break point. A estadunidense chegou a devolver a quebra de imediato, num lance de sorte que tocou na fita. Ainda assim, mantinha uma expressão negativa. Não por acaso, continuava sacando muito mal e tomou outra quebra de serviço logo na sequência. A desvantagem no placar abalou de vez a hexacampeã, que voltaria a perder o saque no sexto game e deixou Andreescu com 5/1.

Quando a canadense sacava para o jogo, Serena salvou um match point com um winner de devolução e devolveu uma das quebras. Na sequência, confirmou o serviço pela primeira vez no set e recebeu muito apoio dos cerca de 24 mil torcedores no Arthur Ashe Stadium. Serena ganhou confiança e se aproveitou de um game muito mal jogado por Andreescu para devolver a segunda quebra e buscar o empate. Mas mesmo com o ambiente adverso, a jovem jogadora não se intimidou diante da reação e do histórico vencedor da rival e seguiu firme. Ela confirmou o serviço e seguiu pressionando até voltar a quebrar e conquistar o maior troféu da carreira.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series