Notícias | Dia a dia | US Open
Medvedev despacha Wawrinka e joga 1ª semi de Slam
03/09/2019 às 18h14

Russo marcou sua 11ª vitória seguida e a 49ª na temporada. De quebra, garantiu lugar no Finals

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Mais uma vez, Daniil Medvedev fez valer seu ótimo momento no circuito e comemorou a 11ª vitória consecutiva. Campeão do Masters 1000 de Cincinnati, há pouco mais de duas semanas, o russo de 23 anos alcançou uma inédita semifinal de Grand Slam no US Open após a vitória sobre Stan Wawrinka, campeão do torneio em 2016, por 7/6 (8-6), 6/3, 3/6 e 6/1 em 2h29 de partida.

A vitória desta terça-feira também serviu para confirmar a classificação de Medvedev para o ATP Finals. Será sua primeira aparição no torneio entre os oito melhores da temporada, que acontecerá entre os dias 10 e 17 de novembro em Londres. Ele se junta a Novak Djokovic, Roger Federer e Rafael Nadal entre os já classificados. O russo é o jogador com mais vitórias na temporada: são 49 no total.

A série de torneios preparatórios para o US Open foi muito boa para Medvedev. Antes mesmo do título em Cincinnati, ele foi finalista do ATP 500 de Washington e do Masters 1000 de Montréal. Ele agora espera pelo vencedor entre Roger Federer e Grigor Dimitrov. O russo perdeu os três duelos anteriores contra o suíço e tem uma vitória e uma derrota diante do búlgaro.

Ainda nos primeiros games da partida, Medvedev sinalizava ter algum desconforto físico. Ele fez nove duplas-faltas ao longo do set inicial e chegou a pedir atendimento do fisioterapeuta para tratar de dores na perna esquerda. Mesmo com todos os problemas, o russo conseguiu uma quebra de serviço ainda no início do jogo e vinha sustentando sua vantagem no placar até o momento de sacar para o set.

Wawrinka conseguiu a quebra justamente quando Medvedev vencia por 5/4 e sacava para fechar. Aquele já era o sexto break point do suíço em toda a parcial. Durante o tiebreak, o russo chegou a abrir 5-2, mas cometeu dois erros seguidos e permitiu que Wawrinka virasse para 6-5. Perto de fechar o set, o suíço jogou um forehand para fora, depois não chegou em uma curtinha do russo e nem respondeu a um ótimo saque do rival.

No segundo set, Medvedev já buscava encurtar ao máximo os pontos e focar nos próprios games de serviço, mesmo que isso significasse ser um pouco mais relaxado quando o suíço estava no saque. Forçando muito o saque, o russo sequer enfrentou break points na parcial e cometeu apenas quatro erros não-forçados. Com a mesma estratégia, o russo acabou sofrendo uma quebra de serviço no início do terceiro set e vinha oferecendo pouca resistência até o momento em que Wawrinka sacou para fechar. O suíço vinha muito instável com o saque e precisou salvar quatro break points antes de vencer a parcial.

O quarto set parecia ser decisivo para Medvedev por conta de suas condições físicas. Mas foi Wawrinka quem baixou demais a intensidade. O suíço já não suportava as disputas do fundo de quadra e foi amplamente dominado. O russo conseguiu duas novas quebras para buscar mais uma vitória. Wawrinka liderou nos winners por 38 a 32 e cada jogador cometeu 35 erros não-forçados na partida.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series