Notícias | Dia a dia | US Open
Berrettini faz melhor campanha italiana em 42 anos
02/09/2019 às 17h47

Berrettini é apenas o segundo jogador italiano a chegar às quartas de final do US Open

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Depois de ter chegado às oitavas de final de Wimbledon, o italiano Matteo Berrettini conseguiu um resultado ainda melhor em Grand Slam e garantiu seu lugar nas quartas de final do US Open. O jovem jogador de 23 anos e 25º colocado avançou em Nova York depois de vencer o russo Andrey Rublev, 43º colocado, por 6/1, 6/4 e 7/6 (8-6).

Berrettini é apenas o segundo jogador italiano a chegar às quartas de final do US Open e garantiu a melhor campanha do país em 42 anos no masculino. A última vez que um compatriota chegou tão longe no Grand Slam norte-americano foi  em 1977, ano em que Corrado Barazzutti atingiu a semifinal quando o piso era har-tru. Entre as mulheres, Flavia Pennetta foi campeã em 2015, quando derrotou a compatriota Roberta Vinci na final.

A temporada de 2019 tem sido muito consistente para Berrettini. Ele começou o ano no 54º lugar do ranking e chegou a aparecer no top 20 em julho. O italiano conquistou dois títulos na temporada, um no saibro de Budapeste e outro na grama de Stuttgart, além de um vice-campeonato em Munique. Ele também havia conquistado o ATP 250 de Gstaad no ano passado.

O próximo jogo de Berrettini será contra o vencedor da partida entre o francês Gael Monfils e o espanhol Pablo Andujar. O italiano jamais enfrentou Monfils, jogador de 33 anos e número 13 do mundo. Já contra Andujar, também de 33 anos e atual 70º colocado, Berrettini levou a melhor na primeira rodada de Roland Garros deste ano.

Superado por Berrettini nesta segunda-feira, Rublev vinha de uma grande vitória sobre o australiano Nick Kyrgios na terceira rodada. O jovem russo de 21 anos também foi o algoz do número 6 do mundo Stefanos Tsitsipas em Nova York. Há três semanas, ele havia conseguido uma vitória ainda mais expressiva, contra Roger Federer em Cincinnati.

Comentários