Notícias | Dia a dia
Medvedev revela ter imaginado eliminação precoce
30/08/2019 às 11h27

Nova York (EUA) - Apesar da vitória por 3 sets a 1 na segunda rodada do US Open, frente ao boliviano Hugo Dellien, o russo Daniil Medvedev passou por apuros e chegou inclusive a imaginar uma possível eliminação prematura no torneio. Ele enfrentou cãibras na reta final da partida e não sabia se conseguiria continuar jogando até o fim.

“Olhava constantemente para o meu box porque não acreditava no que estava acontecendo. Houve momentos em que mal conseguia me apoiar e passou pela cabeça a possibilidade de cair fora tão cedo”, afirmou o número 5 do mundo, que chegou para a disputa do último Grand Slam do ano embalado pelo título em Cincinnati e os vices em Montréal e Washington.

“O ambiente estava seco e foi difícil me sentir bem. Além do mais, quando estava me encontrando em jogo vieram as cãibras, mas por sorte consegui fechar a partida. A boa notícia é que será na rodada noturna, assim terei mais tempo para descansar. Preciso comer e dormir bem, cãibras não são uma lesão então podem se solucionar se fizer as coisas direito fora de quadra”, comentou.

Por causa do adiamento da rodada de quarta-feira, Medvedev terá que jogar em dias seguidos e após o triunfo de quinta sobre Dellien enfrentará o espanhol Feliciano López na rodada noturna da sexta-feira. “Neste momento estou bem cansado, mas somos esportistas de elite e acredito que amanhã meu corpo terá uma boa reação”, avaliou o russo.

“Sei que me consideram um dos favoritos e me surpreendi ao analisar os duelos que posso ter na segunda. Mas tenho que ir partida a partida, não estou jogando um grande tênis, mas o mais importante no momento é vencer. Sei que terei que elevar meu nível contra Feliciano”, complementou Medvedev.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis